<
>

Premier League tentará padronizar três regras do VAR para evitar demora, diz jornal

play
'O VAR não deixa a gente ter relação com o gol'; Arnaldo Ribeiro destrói árbitro de vídeo (1:08)

Gol de Gabriel Jesus foi anulado (1:08)

O árbitro de vídeo tem causado muita polêmica no futebol, especialmente pela demora na tomada de decisões. A Premier League, que implantará o VAR na sua próxima temporada, promete diminuir esse problema.

“Nós teremos um padrão muito alto para a intervenção no jogo”, afirmou Mike Riley, diretor da PGMOL (Associação dos Oficiais de Partida do Jogo Profissional), responsável pelas arbitragens na Inglaterra, em entrevista ao site oficial da Premier League no último mês de maio.

Os ingleses estão preocupados com a quebra do ritmo de jogo – uma das principais atrações da Premier League – que o VAR proporciona. Para evitar essa questão, tentará padronizar algumas regras.

Segundo informações desta segunda-feira do jornal The Telegraph, já existem três situações nas quais os árbitros foram instruídos a não intervir.

  • Goleiros no pênalti

Uma delas é a movimentação dos goleiros nos pênaltis. Houve anulação de defesas por causa das arqueiras se adiantarem na Copa do Mundo feminina, e até mesmo expulsão de goleiro no Campeonato Brasileiro.

Na Premier League, tal situação será exclusiva do árbitro de campo, e não revista pelo VAR, segundo o jornal.

  • Expulsões

Caso o árbitro de vídeo perceba um lance que julga ser digno de expulsão, ele avisará o juiz de campo, que terá que se submeter à avaliação da cabine. Não haverá uma revisão em campo para decidir se mereceu ou não mereceu o cartão vermelho, informa o Telegraph.

  • Revisões na beira do campo

As duas primeiras são consequências desse mote: diminuir as revisões na beira do campo. Elas estão disponíveis para o árbitro, mas é recomendado que se use o mínimo possível.

“O que você não deve se perguntar é ‘eu acho que acertei ou errei?’. A pergunta é: ‘O que os árbitros fizeram é um erro claro e óbvio?’”, explicou Mike Riley em entrevista ao site da Premier League no último mês.

“Esperamos que não (afete o ritmo do jogo). Estamos muito conscientes que queremos manter a velocidade e a intensidade do jogo”, disse o diretor de arbitragem.