<
>

Uefa rejeita recursos sobre escalação irregular de brasileiro pela Ucrânia

O Comitê de Apelação da Uefa rejeitou os recursos das federações de Portugal e Luxemburgo por suposta escalação irregular do atacante brasileiro Júnior Moraes pela seleção da Ucrânia, em jogos das Eliminatórias para Eurocopa de 2020.

As duas entidades buscavam obter os jogos disputados em março pelo grupo B do torneio classificatório, em que os ucranianos empataram com os portugueses em 0 a 0, e venceram os luxemburgueses por 2 a 1. A denúncia já havia sido recusada pela Comissão de Controle, Ética e Disciplina da Uefa, no mês passado.

O ex-Santos, Ponte Preta e Santo André, que atua no Shakhtar Donetsk, atualmente, terminou o proceso de naturalização em março deste ano e, dias depois, foi convocado pela primeira vez pelo técnico Andrey Shevchenko para defender a seleção ucraniana.

A estreia com a camisa da equipe nacional foi no jogo com Portugal, em que Júnior Moraes entrou em campo aos 31 minutos do segundo tempo. Na sequência, contra Luxemburgo, o brasileiro foi titular e ficou 90 minutos em campo.

Lesionado, o atacante não foi chamado para os dois compromissos mais recentes da Ucrânia nas Eliminatórias, na goleada sobre os sérvios por 5 a 0, e em mais um encontro com os luxemburgueses, que terminou com vitória por 1 a 0.