<
>

'Especial Catar', obras, diplomacia e compra de votos: ESPN visita e questiona sede da Copa do Mundo de 2022

play
Bertozzi e Rafa Oliveira analisam decisão da Fifa de manter Copa com 32 seleções (2:22)

Fifa desistiu de ter 48 times no Catar em 2022 (2:22)

Sede da próxima Copa do Mundo, como o Catar está na questão de infraestrutura? E como tratará os turistas ou responde também aos questionamentos de compra de votos para sediar o Mundial?

Mauro Cezar Pereira, jornalista da ESPN, e Nelson Batista, repórter cinematográfico, foram até o país asiático para conhecer de perto as obras e o pensamento da organização.

A viagem rendeu três reportagens, já disponíveis no WatchESPN. Abaixo, você pode acessar e ler um resumo sobre cada uma delas.

Catar 2022 - As acusações de compra da Copa e de violação dos direitos humanos

Na primeira reportagem, Khalid Al-Naama, porta-voz do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2022, responde sobre as acusações de compra votos para o Mundial e as violações nos direitos humanos no canteiros das obras para o evento.

Catar 2022 - As relações diplomáticas e o choque de cultura

Na segunda reportagem, conheça mais sobre as complicadas - ou inexistentes - relações diplomáticas do país com os seus vizinhos. Como isso afetará o Mundial? E também, como o choque de cultura entre os costumes da nação e dos turistas será tratado?

Catar 2022 - As obras e a rica estrutura esportiva do país

Dinheiro não falta ao pequeno país asiático. A rica estrutura esportiva, assim como as obras, são apresentadas na terceira e última reportagem sobre a sede da Copa do Mundo de 2022.