<
>

Grêmio acaba com invencibilidade do Botafogo no Rio e começa folga do Brasileiro em paz

Justamente no último jogo antes da pausa do Campeonato Brasileiro, o Botafogo conheceu a sua primeira derrota no Rio de Janeiro na competição. Foi para o Grêmio, que venceu por 1 a 0, no estádio Nilton Santos, com um gol de Jean Pyerre cobrando falta.

A decepção não foi pequena dos quase 16 mil pagantes. O tento ocorreu porque a bola desviou na barreira e enganou o goleiro Diego Cavalieri, aos 35 minutos do segundo tempo. O empate sem gols talvez até fosse mais justo, em jogo que se destacaram as defesas.

Até esta noite o Botafogo tinha quatro vitórias em quatro jogos no Rio pelo Nacional.

O revés deixa o time de Eduardo Barroca na quarta colocação com 15 pontos, mas podendo cair algumas posições no complemento da nona rodada. O Grêmio soma 11 pontos conquistados e aparece no décimo primeiro lugar, mas também de forma provisória.

A classificação não é a idealizada pelos gremistas, que tiveram muitos desfalques, mas deixa o time mais tranquilo.

Agora o Campeonato Brasileiro só voltará a ser na segunda semana de julho por causa da Copa América no Brasil. O Botafogo enfrentará o Cruzeiro, em Belo Horizonte, e o Grêmio pegará o Vasco, em Porto Alegre. A CBF ainda informará as datas dessas partidas.

Faltou chutar

A primeira etapa de Botafogo e Grêmio teve apenas três chutes ao gol. O primeiro foi o mais perigoso e o mais bonito de todos. Foi uma finalização de Diego Tardelli para o time gaúcho, com direito a drible da vaca dentro da área, aos 2 minutos. Cavalieri fez a defesa.

Depois, o torcedor esperou quase metade do jogo para ver outra finalização. Foi de João Paulo para o Botafogo, aos 27. A jogada também foi bonita, ele passou por três marcadores, mas não colocou força no chute e a bola ficou fácil na mão de Paulo Victor.

Já nos acréscimos Carli tentou de cabeça, aproveitando falta cobrado por João Paulo, mas Paulo Victor defendeu novamente.

Em busca do gol

O segundo tempo começou de forma totalmente diferente e com as equipes mais presentes na área para finalizar. Rodriguez deu o primeiro chute no primeiro minuto da etapa final. Foi um desvio aproveitando cobrança de falta de Capixaba. Cavalieri defendeu.

A resposta botafoguense veio aos 4, quando Carli cabeceou uma bola cruzada por João Paulo por cima do gol. Depois o time chegou com Diego Souza e Erik, mas jogadas que foram mal elaboradas e mal concluídas. Não assustaram o goleiro gremista.

Ao 8, Carli tirou uma bola certa do gol em um ataque rápido do Grêmio e que teve finalizações de Tardelli, bloqueada por Fernando, e depois Alisson, justamente a que teve ao pé salvador do zagueiro botafoguense.

Enfim, o gol

O ritmo da partida oscilou a partir dos 20 minutos, com menos finalizações e as defesas se destacando.

O Grêmio passou a usar os contraataques e o Botafogo tentou jogar pelas laterais, também pela faixa central do campo, mas os atacantes não estavam em sintonia. Os erros aumentaram a pressão nas arquibancadas.

Aos 35, quando muitos já imaginavam um jogo sem gols, Jean Pyerre cobrou falta próximo da área e contou com um desvio na barreira para enganar o goleiro Diego Cavalieri e fazer 1 a 0 para o Grêmio.

Suspiro final

Aos 47, quase o empate em chute de Yuri de fora da área. Paulo Victor fez a defesa mais difícil do jogo. O lance arrancou gritos e xingamentos dos torcedores botafoguenses, frustrados com o resultado.

Ficha técnica

BOTAFOGO 0 x 1 GRÊMIO
CAMPEONATO BRASILEIRO 2019 - 9ª RODADA
DATA:
quarta-feira, 12 de junho de 2019
HORÁRIO: 19h15 (de Brasília)
LOCAL: estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
PÚBLICO: 17.757 presentes (15.840 pagantes)
RENDA R$ 495.394,00
ÁRBITRO: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
ASSISTENTES: Bruno Salgado Rizo e Evandro de Melo Lima
GOL: Jean Pyerre (GRE), aos 35 minutos do segundo tempo
CARTÃO AMARELO: Yuri (BOT); André e Thaciano (GRE)

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Cícero, Alex Santana e João Paulo (Yuri); Luiz Fernando (Lucas Campos), Erik (Lucas Barros) e Diego Souza. Técnico: Eduardo Barroca

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo, Michel, Rodriguez (Darlan) e Juninho Capixaba; Thaciano, Romulo e Jean Pyerre; Alisson, Diego Tardelli (Pepê) e Felipe (André) Vizeu. Técnico: Renato Gáucho