<
>

Após vitória da Holanda, De Ligt diz que pênalti em Rashford foi um 'erro estúpido'

O zagueiro Matthijs de Ligt reconheceu que o pênalti cometido sobre Marcus Rashford na vitória da Holanda sobre a Inglaterra por 3 a 1 na prorrogação, que valeu vaga na decisão da Uefa Nations League, foi um "erro estúpido". O jogador de 19 anos ainda se mostrou aliviado de ter tido a oportunidade de empatar o jogo e levá-lo ao tempo extra.

"Recebi a bola de Marten de Roon e quis continuar com ela, mas ela deslizou do meu pé e depois cheguei tarde demais. Foi muito estúpido, eu sei", afirmou em entrevista à emissora holandesa NOS.

"Vendo o lance agora, acho que não deveria ter virado em direção ao gol. Foi simplesmente estúpido, e certamente fiquei decepcionado", disse o jogador, disputado por Barcelona e Paris Saint-Germain após grande temporada no Ajax.

"Sou rígido comigo mesmo, mas não tenho que me agoniar com isso. É uma lástima que um momento assim rotule sua forma de jogar", declarou De Ligt.

No segundo tempo, porém, De Ligt se recuperou do pênalti convertido por Marcus Rashford e empatou o jogo de cabeça após escanteio cobrado por Memphis Depay. A igualdade seguiu até a prorrogação, quando os holandeses conseguiram virar o duelo e conquistar a vaga na decisão da Liga das Nações.

"É importante ser capaz de se recuperar em um jogo. Felizmente pude fazer o 1 a 1", disse De Ligt.

Van Dijk diz que Holanda mostrou "futebol excelente"

O zagueiro Virgil van Dijk, por sua vez, falou que a equipe mereceu a vitória porque apresentou um jogo melhor que o do rival.

"Acho que mostramos um futebol excelente em várias ocasiões", afirmou o defensor do Liverpool em entrevista à NOS, mas reconheceu que a Holanda contou com a sorte.

"Tivemos sorte e lamento que não tenhamos concluído (o jogo antes. Fomos pacientes e acreditamos em boas oportunidades. Também trabalhamos bem na defesa", declarou.

Para Van Dijk, os ingleses não tinham tido grandes chances de marcar até o pênalti convertido por Marcus Rashford que inaugurou o placar. Sobre o gol anulado de Jesse Lingard com auxílio do VAR, o zagueiro considerou que a decisão da arbitragem foi certa.

"Impedimento é impedimento, vimos no fim do jogo", disse.

Sobre a decisão, o jogador, que conquistou o título da Uefa Champions League no último sábado, ressaltou que a seleção quer levar umas uma taça para casa.

"Como grupo, queremos ganhar o título. Todos podem ter uma opinião sobre essa competição, mas há um torneio para vencermos."