<
>

Como time B do Benfica ajudou o Liverpool a conquistar a Champions League

O técnico do Benfica B, Renato Paiva, revelou que o clube participou de forma fundamental da preparação do Liverpool para a final da Champions League disputada no último sábado (1), quando os Reds conquistaram o sexto título continental de sua história.

Em um processo completamente sigiloso, a comissão técnica do Liverpool escolheu o Benfica B para um jogo de preparação, pensando em alguns critérios. “Primeiro, o time escolhido não poderia ser inglês para que a informação não fosse vazada, não poderia ser espanhol porque o técnico do Tottenham, Mauricio Pochettino, passou muitos anos na Espanha, e não poderia ser francês porque Lloris, goleiro do Tottenham, também é o goleiro titular da seleção da França”, explicou Paiva.

O outro critério que pesou para a decisão foi que, aos olhos do Liverpool, o time do Benfica B tem muitas características parecidas com os Spurs.

O Liverpool então convidou o Benfica B para passar 3 dias em sua concentração no Centro de Futebol de Marbella, na Espanha, a poucos quilômetros de Málaga. Além do sigilo, os ingleses fizeram pedidos táticos e técnicos para que os portugueses se comportassem exatamente como era esperado que o Tottenham fizesse, tanto no ataque como na defesa, e também em lances de bola parada.

Segundo Paiva, as instruções foram passadas aos jogadores do Benfica B tendo, em um quadro, os nomes deles e, embaixo, os nomes dos jogadores do Tottenham a quem cada um estava representando. O Liverpool também pediu intensidade no jogo, mas o treinador dos Encarnados fez questão de falar aos seus jogadores para que não machucassem ninguém.

O Liverpool jogou já com o time titular da final, e exigiu que nada fosse dito até o grande dia, e assim foi feito. Paiva relatou também que os assessores do clube inglês elogiaram bastante o comportamento e o profissionalismo do time de Lisboa.

De acordo com ele, os jogadores que foram levados para Marbella tiveram que adiar as férias em uma semana, alguns com viagem já marcada, e não puderam saber do que se tratava até chegarem ao local. “Só dissemos aos jogadores que seria uma experiência inesquecível, gerou mal-estar em alguns, já tinham viagem marcada, mas depois perceberam a dimensão do que iam fazer”, relembrou.

No final da partida preparatória os jogadores do Benfica ainda ganharam as camisas do Liverpool de presente, mas foram solicitados para que só postassem fotos nas redes sociais depois da final da Champions League.