<
>

Klopp pode tirar ano sabático, enquanto proprietários do Liverpool já pensam em estender o seu contrato

Dono da Champions League, recém-conquistada, o técnico Jürgen Klopp, do Liverpool, pode tirar um ano sabático.

A ESPN apurou que o técnico pretende tirar para si um período de descanso, a partir do fim de 2022, quando se encerra seu contrato com o clube inglês. Essa é uma vontade expressada por ele no passado e já avaliada por ele com os familiares.

A diretoria dos Reds, por outro lado, já pensa em oferecer a ele uma extensão de seu contrato. Mas não quer pressionar muito treinador.

O Fenway Sports Group (FSG), proprietários do Liverpool, querem que ele permaneça em Merseyside além dos próximos três anos de seu vínculo. Mas não querem que ele agora, já fique na posição de recusar um prazo maior.

Os novos termos, portanto, só seriam estipulados se o treinador sinalizasse positivamente e, até o momento, nada houve neste sentido.

Klopp e Mike Gordon, presidente do FSG são muito próximos. Foi na casa do técnico que Gordon se hospedou após o desfile em carro aberto pela conquista da Champions League, no domingo (2). Desse modo, a empresa entende que uma discussão longa não ocorreria, se isso fosse o caso.

Como não ocorreu no primeiro contrato, em junho de 2016. Durante uma conversa com Gordon, Klopp disse que conseguia se imaginar trabalhando pelo resto de sua carreira no clube.

O presidente da FSG ligou então para o dono principal do grupo, John Henry, e para Tom Werner, o principal diretor. O contrato foi escrito em questão de horas, embora anunciado apenas no início da pré-temporada, no mês seguinte.

Vale frisar: a oferta de um contrato mais longo surgiu pela primeira vez após a derrota do time para o Real Madrid, em 2018. A diretoria do FSG entende que a influência positiva de Klopp no Liverpool vá muito além dos troféus