<
>

Felipe Melo revela que chorou abraçado a Felipão após 'expulsão mais dolorosa' e fez promessa

play
Felipe Melo se surpreende com ninguém do Palmeiras no time de Tite e diz: 'Minha seleção é aqui' (0:48)

Volante reclamou de nenhum palmeirense estar na seleção brasileira (0:48)

Em entrevista ao Sportv, o volante Felipe Melo, do Palmeiras, revelou qual foi a expulsão "mais dolorosa" de sua carreira e contou a promessa que fez após levar este cartão vermelho.

O lance em questão aconteceu na Libertadores 2018, no jogo de volta das oitavas de final contra o Cerro Porteño, do Paraguai.

O Verdão havia vencido fora por 2 a 0, e, no Allianz Parque, aparentemente teria tranquilidade. Só que Melo foi expulso com só 5 minutos de jogo, os paraguaios foram para cima e ganharam por 1 a 0, deixando os torcedores palestrinos tensos até o apito final.

Felipe relatou que chorou muito no vestiário após o cartão vermelho.

"Foi talvez a (expulsão) mais dolorosa da minha carreira. Fui numa volúpia muito grande. O Felipão tinha batido muito na preleção nessa tecla de entrar ligado no jogo. Foi muito doloroso para mim esse cartão, fiquei de joelho o jogo quase todo, chorava bastante no vestiário", contou.

Dias após o jogo, Felipe Melo teve uma reunião a portas fechadas com o técnico Luiz Felipe Scolari para discutir o tema. O Pitbull revelou que chorou abraçado ao técnico e fez uma promessa: nunca mais deixar Felipão triste.

"Dois dias depois, o Felipão me chama na sala dele, e ali eu chorei abraçado com ele. Ele chorou comigo naquele momento. Não posso fazer um cara desse ficar triste. Ele está puxando minha orelha, mas está me dando um abraço. Não é um treinador jovem que vai fazer isso, com todo respeito, mas isso é experiência", elogiou.

De fato, o duelo contra o Cerro marcou a última expulsão do camisa 30 pelo Palmeiras.

Nesta temporada, aliás, o volante vem sendo muito elogiado por suas atuações e também pela melhora no temperamento: nas 22 partidas que fez no ano, tomou apenas 8 cartões amarelos.