<
>

Fluminense: João Pedro precisa de menos de 70min para fazer 6 gols e dar uma assistência

João Pedro é, sem sombra de dúvidas, o nome da vez no Fluminense.

O sucesso do atacante é tão precoce quanto a sua venda – ele já está negociado com o Watford, ao qual deve se apresentar em janeiro de 2020.

Em sua temporada de estreia, o jogador de 17 anos tinha atuado sete vezes até o começo de abril, tendo marcado pela primeira vez na vitória por 3 a 2 sobre o Flamengo, pelo Campeonato Carioca. Depois de um período sem atuar, ele voltaria a aparecer nos minutos contra o Goiás, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Foi então que seu sucesso despontou.

15 de maio. Ele entrou aos 38min do segundo tempo no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, e fez o gol do empate por 1 a 1.

18 de maio. O atacante foi a campo aos 26min da etapa final e marcou duas vezes na goleada por 4 a 1 sobre o Cruzeiro, pelo Brasileirão.

23 de maio. João Pedro precisou de 32 minutos para fazer três gols e dar uma assistência na vitória por 4 a 1 diante do Atlético Nacional.

Depois de bater marca de Ronaldo e Romário, João Pedro afirma: 'Nunca passou pela minha cabeça, só penso em jogar futebol'

Ou seja, considerando o topo de acréscimos dos dois jogos contra o Cruzeiro - que totalizam nove minutos -, o jovem conseguiu seis gols e uma assistência em um intervalo de 73 minutos em campo.

No total, nos seis jogos que fez por Brasileirão, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana, o atacante soma 155 minutos, contando os acréscimos. Um número que dá menos do que duas partidas completas.

Neste período, o atacante, além dos seis gols e da assistência já mencionados, mostrou-se muito preciso. Das oito finalizações que teve, sete foram no gol - a outra parou na trave.

João Pedro mal começou a atuar como profissional, mas o torcedor do Fluminense já sabe que sentirá saudades.