<
>

Inter bate Paysandu e leva vantagem para Belém na Copa do Brasil

O Internacional venceu nesta quinta-feira o Paysandu, por 3 a 1, no Estádio Beira-Rio, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Numa atuação consistente, os donos da casa se impuseram e brilhou a estrela do centroavante Guerrero, que fez dois gols, com Rodrigo Lindoso marcando o terceiro. Para o Papão descontou Micael.

Com o resultado, o Inter tem a vantagem de jogar pelo empate ou perder por um gol de diferença. Caso o Paysandu vença por dois tentos a decisão da vaga será nas penalidades. Para o Papão se classificar no tempo normal precisa vencer por três gols.

A partida está de volta está marcada para o dia 29, quarta, às 19h15(de Brasília), no Mangueirão. Pelo Brasileiro o Internacional visita no domingo o Santos, às 16h(de Brasília), na Vila Belmiro, pela sexta rodada da competição. Já o Paysandu no mesmo dia enfrenta o Boa Esporte, às 18h(de Brasília), no Municipal de Varginha, pela quinta rodada do Grupo B da Série C.

O Jogo – A forte chuva prejudicou o andamento do toque de bola no Beira-Rio. Aos 05, Primão mandou uma bomba por cima do gol de Lomba. Aos 10, Nonato e D´Alessandro tabelam pelo lado esquerdo e encontram Nico López que bateu cruzado. A bola atravessou na área e ninguém tocou para rede.

Depois dos 15 minutos, o Colorado começou a tomar controle das ações da partida. Aos 18, D´Alessandro acertou no poste direito, a bola voltou para o goleiro Mota e foi para o escanteio. Aos 23, D´Alessandro pressionou, roubou, tocou para Guerrero que ajeitou para Edenílson. O camisa 8 bateu firme e Mota faz boa defesa por baixo.

A intensidade vermelha aumentou e empurrou o Papão para o seu campo de defesa. Aos 24, Nico cobrou escanteio e Guerrero subiu mais alto que todo mundo. O cabeceio saiu forte, mas no meio do gol e Mota faz importante intervenção. Aos 25, D´Alessandro achou Nico que escorou para Guerrero na área que desviou de Mota para o fundo da rede. Três minutos depois o VAR foi usado ao anular o gol de Iago. Zeca tocou para Nonato, que ajeitou para Nico cruzar. O lateral-esquerdo estava sozinho no segundo pau, porém estava em impedimento. Aos 33, em bola levantada na área vermelha que foi desviada por Victor Oliveira e Diego Rosa tinha empurrado para o fundo da rede, mas estava impedido.

No primeiro tempo após uma pressão inicial dos visitantes, os donos da casa se impuseram no duelo. Com trocas rápidas de passes no setor do meio-campo, o Internacional envolveu o Paysandu. Por sua vez, o Papão apostou na bola aérea e jogadas de contra-ataque. Já nos acréscimos quase o colorado ampliou. Aos 45, Nico López faz boa jogada pela direita e bateu em curva. O goleiro Mota espalmou para escanteio. No minuto seguinte, cruzamento na área e Guerrero tocou a menos de um metro da trave esquerda.

O segundo tempo iniciou com o Paysandu indo para cima e conseguiu logo de cara chegar ao empate. Aos 02, Zeca afastou de cabeça, mas o Papão pegou o rebote. Bruno Collaço, que colocou na cabeça de Micael que testou para o fundo da rede. Aos 09, Guerrero desviou de cabeça e Mota defendeu à queima roupa.

Mesmo com o empate os vermelhos não se abateram e foram para cima. Aos 11, cobrança de escanteio que foi desviada por Emerson Santos. Lindoso recebeu por baixo e tocou para o fundo da rede. O lance foi revisado pelo VAR e mostrou que Bruno Collaço dava condições legais. O time paraense não se assustou e levou sustos a defesa vermelha.

Uma blitz total dos mandantes que por pouco não ampliaram. Aos 21, Edenílson lançou para Parede, que ajeitou de cabeça para Guerrero dentro da pequena área. Ele bateu de canhota e mandou para fora. Aos 23, Lomba tocou para D´Alessandro. Ele lançou Nico, que emendou uma bicicleta de primeira, mas mandou por cima do travessão. Aos 33, Nico lançou para Guerrero, que dominou e tocou para Sobis. Ele bateu desviado e foi para escanteio.

De tanto insistir finalmente o Colorado chegou ao terceiro tento. Aos 34, Rafael Sobis cruzou e Guerrero subiu mais alto que todo mundo e colocou no fundo da rede. Na reta final de partida, o Internacional seguiu pressionando e podia ter feito mais gols. Um triunfo justo para os vermelhos.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 3 X 1 PAYSANDU

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre-RS

Data: 23 de maio (quinta-feira)

Horário: 20h(de Brasília)

Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)

Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

VAR: José Cláudio Rocha (SP) auxiliado por Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP) e Fabrício Porfirio de Moura (SP)

Renda: R$ 467.910

Público Total: 15.328

Gol: Paolo Guerrero (Internacional), aos 25 minutos do primeiro tempo, Micael (Paysandu), aos 02 minutos, Rodrigo Lindoso (Internacional), aos 11 minutos e Guerrero (Internacional), 34 minutos do segundo tempo.

Cartão amarelo: Emerson Santos (Internacional), Jhony (Paysandu)

Internacional: Marcelo Lomba, Zeca (Guilherme Parede), Emerson Santos, Victor Cuesta e Iago, Rodrigo Lindoso, Edenílson, Nonato e D’Alessandro (Rafael Sobis), Nico López (Sarrafiore) e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann

Paysandu: Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Anderson Uchoa, Jhony, Marcos Antônio e Thiago Primão (Tiago Luís), Nicolas (Paulo Henrique) e Diego Rosa (Vinícius Leite). Técnico: Léo Condé