<
>

Palmeiras avança em negociações, mas ainda não tem 'acordo selado' com a Globo e espera próximos dias

play
Valores, multa e tamanho do contrato; Nicola explica o iminente acordo entre Palmeiras e Globo (4:11)

Com cifras apenas menores do que Flamengo e Corinthians, clube e emissora devem acertar tudo em pouco tempo (4:11)

Segundo apurou a ESPN, Palmeiras e TV Globo fizeram reuniões nesta semana e avançaram nas negociações envolvendo os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro em TV aberta e PPV (pay per view).

No entanto, ainda não há um "acordo selado definitivo" entre as partes, segundo fonte envolvida nas tratativas, e tanto clube quanto emissora aguardam os próximos dias para seguirem as conversas e tentar chegar a um consenso.

Desta forma, o jogo de sábado, contra o Botafogo, no Mané Garrincha, em Brasília, pela 6ª rodada do Brasileirão, não terá, até este momento, transmissão de TV.

Para fechar com a Globo, o clube alviverde quer valores semelhantes aos de Corinthians e Flamengo, na casa de R$ 120 milhões de garantia mínima no PPV.

No momento, há aproximação no valor de R$ 100 milhões, muito maior que os R$ 72 milhões oferecidos atualmente pela emissora.

Além disso, o Palmeiras não será multado em 20% do contrato por ter assinado com a Turner para TV fechada, o que era outro requisito da equipe palestrina para seguir conversando com a empresa carioca.

Nos bastidores do clube paulista, há o interesse em assinar com a Globo, por conta do dinheiro e da visibilidade da televisão. No entanto, um acordo só sairá se for nos termos que o clube quer, e não que a emissora vinha oferecendo.

A alta cúpula palestrina vê o clube equilibrado financeiramente, e sem qualquer desespero pela verba da TV. O orçamento de R$ 561 milhões feito pela diretoria para 2019, inclusive, sequer prevê dinheiro vindo das cotas pagas pela exibição dos jogos.

Ou seja: o Palmeiras, campeão de dois das últimas três edições do Brasileiro e líder do torneio atual, se considera apto a passar o ano apenas com o dinheiro vindo da bilheteria, do sócio-torcedor Avanti, da venda de jogadores (meta de R$ 50 milhões) e de seu patrocínio master.

Vale ressaltar que, caso o Verdão não feche com a Globo para transmissão de suas partidas na TV aberta, o time receberá neste ano mais R$ 34,5 milhões da Turner, como mostrou o blog de Gian Oddi no ESPN.com.br.

O pagamento seria distribuído em 9 parcelas de R$ 3,83 milhões, entre abril e dezembro de 2019.