<
>

Diretor do Flamengo sobre protesto: 'Da forma que foi escrito, Mickey tudo certinho, não foi a torcida'

play
Flamengo: 'Protestos acontecem em qualquer lugar': Bruno Henrique entende irritação dos torcedores e Pedro Torre traz as novidades (3:30)

Após a derrota para o Atlético-MG, torcedores pixaram os muros do Ninho do Urubu (3:30)

Cacau Cotta, diretor de relações externas do Flamengo, em entrevista à TV Bandeirantes RJ, comentou as pichações que apareceram nos muros da sede do clube, na Gávea, no início da semana.

"Da forma que foi escrito, Mickey certo, Mickey todo certinho, não foi a torcida. Aquilo é político", disse Cotta.

A palavra Mickey em questão foi escrita para ironizar a conquista da Florida Cup pelo clube, no início do ano. A conquista foi exaltada pela diretoria do clube em um comunicado contestando as críticas que a equipe vinha recebendo na temporada.

Depois, diante da repercussão negativa da declaração, o dirigente rubro-negro tentou explicar o que quis dizer.

"Sou torcedor do Flamengo de geral, de arquibancada. Parece coisa de letrista, é isso que quis dizer, foi protesto político, profissional. Torcedor inteligente não vai depredar o patrimônio do clube", afirmou, à "Fox Sports".

"Isso que quis dizer, mas as vezezs pegam uma frase na maldade a um entendimento errado. Nunca vi coisa tão bem feita na história do Flamengo, parece coisa de letrista. É uma atitude profissional."

Além da referência ao torneio de pré-temporada, os protestos também pediam a saída de Luiz Eduardo Baptista, o Bap, vice-presidente de relações externas, e do técnico Abel Braga.

Ex-candidato a presidente, ex-vice de administração e Fla-Gávea, Cacau Cotta foi nomeado no início da gestão Rodolfo Landim como diretor geral de relações externas da administração.

O cargo fica abaixo da vice-presidência de relações externas, cujo responsável é justamente Bap, com quem Cacau tivera sérios entreveros durante a eleição de 2015, mas de quem se aproximou no último pleito, com críticas ao antecesso Eduardo Bandeira de Mello.