<
>

Armero, Maidana e Manga quase fora do CSA: 'Sofremos demais até chegar aqui, para nos prejudicarem", diz dirigente

O lateral Pablo Armero, o meia Chaco Maidana e o atacante Manga Escobar serão punidos pelo CSA por terem sido flagrados em um bar na sexta-feira, véspera do embarque da delegação para Porto Alegre, onde o time perdeu para o Internacional no domingo (0 a 2).

Segundo Raimundo Tavares, presidente do conselho deliberativo do clube, a sanção definitiva será informada na quarta-feira. Mas o ESPN.com.br apurou que a probabilidade de o trio deixar o clube é muito grande - em especial Armero, que já tem histórico de consumo de álcool em outros clubes.

Armero estava relacionado, mas Manga e Maidana, lesionados, ficariam em Alagoas para fazer tratamento. Em três anos no comando do clube, a atual diretoria afirma jamais ter passado por um caso semelhante de indisciplina.

"Isso é o que mais me dói. Em três anos aqui, batalhando muito, nunca tivemos de passar por algo assim", afirma Tavares. "Sofremos demais até chegar aqui, para três atletas nos prejudicarem, sem compromisso", diz.

No domingo, cortado da delegação, Armero tentou ir a um bar, enquanto o time estava em Porto Alegre. Inconformados, torcedores tentaram tirar satisfações com ele e tiveram que ser contidos por seguranças.

Agente de Pablo Armero, Luciano Ramalho, que está na Itália, ainda não recebeu nenhum comunicado da diretoria sobre o futuro de seu cliente.

Armero, 32, é o mais destacado do trio, com passagens por Palmeiras, Flamengo, Napoli, Udinese e West Ham. Pela seleção colombiana, ele disputou a Copa do Mundo de 2014.

Maidana, 27, meia, estava no Capiatá, do Paraguai, e chegou ao CSA no fim de março. Revelado pelo Banfield, passou por Spartak Moscou e pela MLS.

Andrés "Manga" Escobar, 27, tem passagens pelo Dínamo de Kiev, Millonarios, Atlético Nacional e Estudiantes. Em 2017, o atacante defendeu o Vasco. Na equipe carioca, marcou dois gols em 19 jogos disputados. Estava no Tolima-COL antes de chegar ao CSA.