<
>

Bandeirinha assinala gol inacreditável em jogo do Paraguaio e revolta Cerro: 'Das páginas mais sombrias do esporte nacional'

play
Mês das decisões! WatchESPN começa maio transmitindo NBA, NHL, reta final de Premier League e muito mais (0:57)

Mari Spinelli traz os principais destaques da programação no final de semana (0:57)

O VAR ainda não chegou no Campeonato Paraguaio.

O Cerro Porteño recebeu o San Lorenzo pela 19ª rodada do Apertura, o torneio disputado no 1º semestre do ano.

O time da casa, que entrou na rodada como segundo colocado, a sete pontos do líder Olimpia, vencia por 1 a 0. O líder já havia jogado na rodada e empatado em 2 a 2 com o Deportivo Capiatá. Assim sendo, a vitória reduziria a vantagem para cinco pontos, e restariam mais três partidas em disputa.

Entretanto, aos 73 minutos, um escândalo. Sebastián Fernández, atacante do San Lorenzo que havia entrado no segundo tempo, arriscou um chute de longe.

A bola passou por Juan Carrizo, explodiu no travessão e pingou na pequena área, cerca de um metro dentro do campo.

Após alguns segundos, comemoração. O assistente Diego Silva levantou a bandeira, e o árbitro principal, Christian Aquino, validou o gol que não entrou.

Ao anunciar o gol em seu Twitter, o Cerro fez questão de já criticar o acontecimento: "Deslealdade de Aquino. Validou um gol que não foi. UMA VERGONHA MUNDIAL."

O San Lorenzo também falou sobre o gol em suas redes sociais, mas acabou apagando as postagens depois, e explicou: "Depois de ver as imagens, decidimos deletar a publicação do momento do gol marcado em favor da nossa equipe. Da mesma forma, o resultado final foi 1-1."

A história não havia terminado.

Em um comunicado oficial, o Cerro Porteño não só criticou muito a arbitragem e o futebol paraguaio, mas também tomou medidas drásticas:

"O Club Cerro Porteño exige sua renúncia imediata do cargo que ocupa como presidente da Associação Paraguaia de Futebol."

Sobre o jogo em si, se posicionaram:

"O futebol paraguaio é caçoado ao redor do mundo; (O lance) deixa a arbitragem paraguaia em posição ridícula e gera desconfiança."

O comunicado ainda completa: "Estamos vivendo o ponto mais baixo da arbitragem na história do futebol paraguaio; Momentos como esse não são uma casualidade, são consequências do mal manejo e da péssima administração."

O clube ainda voltou a falar oficialmente sobre o incidente em seu site. Em uma publicação intitulada por "Nem um metro de vergonha", disseram que "o esforço feito todos os dias pelos jogadores, pela equipe técnica, pelos médicos, pelos dirigentes do clube e por toda a diretoria é enorme, de modo que, em minutos, tudo é reduzido a um "erro simples" e um pedido de desculpas forçado."

Por fim, taxaram a falha como "Uma das páginas mais sombrias do esporte nacional".

Com o empate, o Cerro segue sete pontos atrás do Olimpia, que, com uma simples vitória, já será campeão na próxima rodada.