<
>

Marcelo Bielsa explica por que deixou Aston Villa empatar: 'Inglaterra é conhecida pelo espírito esportivo'

Após a polêmica na partida entre Leeds United e Aston Villa, em que o técnico Marcelo Bielsa obrigou que sua equipe e deixar o adversário fazer o gol de empate, o argentino explicou sua decisão, dizendo que não viu nada de mais na atitude e que estava agindo de acordo com o espírito esportivo do esporte na Inglaterra.

"O futebol inglês é conhecido por esse espírito esportivo. Eu não tenho que comentar sobre esse tipo de coisa, o que é comum na Inglaterra”, disse à Sky Sports.

"Devolvemos o gol para eles. Todos viram os fatos. Expressamos nossa interpretação dos fatos fazendo o que fizemos.

Toda a situação começou quando aos 25 minutos do segundo tempo, Jonathan Kodjia, do Villa, foi derrubado por um adversário e ficou no chão com dores. Mas o Leeds ignorou os pedidos para jogar a bola para fora, seguiu o lance até a bola chegar em Mateusz Klich, que bateu colocado e fez 1 a 0.

Imediatamente os jogadores do Villa se irritaram, e a confusão começou.

Enquanto Marcelo Bielsa e John Terry, auxiliar do Villa, discutiam na lateral de campo, o atacante Anwar El Ghazi foi expulso. Mas o que aconteceu em seguida foi ainda mais chocante.

Quando o Aston Villa deu a saída de bola, todo o time do Leeds parou - por ordem de Bielsa - e deixou a equipe adversária fazer o gol de empate. Só que, enquanto Albert Adomah se aproximava da área, o zagueiro Pontus Jansson se irritou e tentou tomar a bola do rival.

E o resultado de empate manteve o time de Bielsa na terceira colocação e ajudou o Sheffield United, que venceu o Ipswich Town, a assegurar sua vaga na Premier League. Ou seja, o fair play do técnico argentino acabou prejudicando sua equipe na briga pela volta à elite do futebol inglês.