<
>

Passeio do Athletico contra o Boca Juniors pela Libertadores toma conta de jornais argentinos

play
Herói contra o Boca, Marco Ruben comemora 'volta por cima' e espera grande campanha do Athletico (1:23)

Atacante argentino marcou os três gols na partida contra o Boca Juniors (1:23)

Na véspera de seu aniversário de 114 anos, o Boca Juniors foi até Curitiba para encarar o Athletico Paranaense. E o resultado deixou o clube argentino desnorteado.

Com três gols de Marco Ruben, o time brasileiro fez 3 a 0 e tomou a liderança do Grupo G da Copa Libertadores.

E a vitória, claro, repercutiu muito nos jornais argentinos.

"Presenteado", escreveu o Olé, se referindo ao aniversário do Boca. "Um baque. O Boca sofreu mais do que esperava no Brasil. Mesmo que o rival estivesse jogando em casa, nem o mais pessimista torcedor pensava que poderia haver uma diferença tão grande. Diferença que não terminou em uma goleada histórica por casualidade", seguiu o jornal.

"No final da partida, precisam agradecer aos brasileiros por não terem feito mais gols."

O jornal La Nación foi mais um a lamentar e criticar a noite do Boca no Brasil.

"Foi uma sombra. Teve péssima atuação, que levará a uma reflexão no futuro. O Athletico cresce em silêncio. principalmente pela liderança de Lucho González, símbolo aos 38 anos. Às vezes, o futebol diminui as diferenças. Às vezes, o jogo demonstra que nada é como parece."

Outra publicação que falou sobre o duelo foi o AS, em sua versão argentina.

"Marco Ruben esmagou o Boca. Entre todos os pontos de vista possíveis, foi um passo em falso."