<
>

Venezuela joga amistoso com uniforme comprado em loja na Espanha

play
Torcida que mais ama o Barcelona: Conheça a cidade da Catalunha apaixonada pelo clube (2:55)

Na Catalunha, 77% das pessoas torce para o Barça, o número é ainda maior em Lleida (2:55)

Dias depois de surpreender a Argentina, a Venezuela foi derrotada em amistoso pela seleção da Catalunha. A partida acabou marcada, porém, por um fato inusitado: a equipe sul-americana não tinha camisas para ir a campo e precisou comprar o uniforme em uma loja na Espanha.

A denúncia foi feita pelo próprio capitão venezuelano, Tomás Rincón, que atua no Torino, da Itália. Segundo ele, a fornecedora “Givova” não entregou as camisas, os obrigando a ir às compras.

A seleção da Venezuela, então, comprou camisas vinho em uma loja esportiva na Espanha e estampou todos os emblemas para o jogo. A marca da camisa comprada foi coberta com o escudo da Federação Venezuela, que também foi colocado no peito do uniforme.

Curiosamente, também foi estampada a marca da “Givova”, que não escapou, porém, das críticas de Rincón, que reclamou também dos materiais fornecidos pela empresa para treinos.

“Primeiro, chegar para um treino nesta época, com o clima frio, e vocês somente nos darem uma camisa um short, é lamentável. Segundo, não ter camisas para jogar hoje? Acreditam que comprando umas e as estampando resolve tudo”, desabafou o capitão, no Twitter.

“Exijo o máximo respeito à nossa camisa nacional e a cada integrante da equipe. Vocês são vergonhosos”, complementou o jogador, que viu a Venezuela ser derrotada por 2 a 1.