<
>

Barcelona: Arthur foi substituído em 81% das vezes em que foi titular

Arthur encantou a torcida e a imprensa espanhola logo nos seus primeiros jogos pelo Barcelona. O brasileiro chegou e foi elogiado por ter o estilo do clube enraizado no seu jogo. No entanto, apesar de todo o carinho da torcida, o atleta é substituído em quase todas as partidas que começa como titular.

O brasileiro atuou em 30 partidas na temporada, sendo 21 como titular. Dessas, Arthur foi substituído em 17, ou seja, 81% dos jogos.

O número fica ainda mais impressionante se for considerado somente os jogos de LaLiga. O ex-Grêmio fez 18 jogos, sendo 12 como titular. Em todas as partidas, Arthur foi substituído.

O Barcelona, no momento em que o brasileiro foi sacado das partidas, perdia em quatro oportunidades, empatava em três e vencia em cinco nos jogos do Campeonato Espanhol.

Pela Copa do Rei, o brasileiro foi quatro vezes titular e substituído somente uma vez. Foi no confronto contra o Sevilla, nos acréscimos. A equipe vencia por 6 a 1.

Já pela Champions League, principal competição que o clube catalão disputa, o brasileiro foi substituído em três dos quatro jogos que começou como titular. O Barcelona estava vencendo em duas oportunidades e empatando na outra.

E na Supercopa, disputada contra o Sevilla logo no início da temporada, Arthur deixou o campo aos 8 minutos do segundo tempo, quando o confronto estava 1 a 1. Ao final, o Barcelona conquistou o título com uma vitória de 2 a 1.

A comissão técnica do Barcelona diz que o brasileiro sente muito a parte física, tendo resultado nos finais dos jogos, quando geralmente é substituído.

Arthur passou por processo semelhante com Renato Gaúcho no Grêmio.

"Ele se desgasta muito com a bola nos pés. Gasta muita energia no nosso campo e dificilmente vai aguentar 90 minutos. Tenho trabalhado com ele para melhorar a condição física, por se desgastar muito com a bola. Isso é um defeito que temos que corrigir urgente", disse o técnico do clube gaúcho após a vitória sobre o Botafogo, na 1ª rodada do Brasileirão de 2017.

Mesmo aclamado pela torcida e imprensa, Arthur ainda passa por adaptação ao clube catalão e ao ritmo do futebol europeu, diferente do que estava acostumado no Brasil.