<
>

Tadic ganha nota 10 do L'Équipe: relembre como Neymar, Messi e outros já conseguiram o feito

play
Real Madrid é atropelado por Ajax, Neres e Tadic brilham e merengues dão adeus à Champions no Santiago Bernabéu (1:09)

Os holandeses venceram por 4 a 1 na casa do adversário e garantiram a pior derrota dos espanhois em casa na comeptição (1:09)

O atropelo do Ajax sobre o Real Madrid na última terça-feira ficará marcado por muitos fatos. A eliminação em casa dos atuais tricampeões da Uefa Champions League, a virada no placar agregado dos holandeses e também a atuação história de Dusan Tadic.

O sérvio de 30 anos chamou tanta atenção na partida de oitavas de final que ganhou uma “nota 10” nas avaliações do jornal esportivo francês L’Équipe – fato raro que somente outros oito jogadores conseguiram.

Conheça os “nota 10”!

Tadic

O camisa 10 do Ajax comeu a bola no Santiago Bernabéu e acabou com o Real Madrid na goleada por 4 a 1, levando a nota perfeita da revista. “Uma daquelas atuações que marca a carreira e faz dele um jogador muito popular. Dois passes decisivos e o terceiro gol com um arremate sublime de esquerda”, descreve a publicação.

“Foi o autor de gestos deliciosos também, como o giro em cima de Casemiro no segundo gol”, relata.

Neymar

O brasileiro está na seleta lista dos “nota 10” da revista graças a sua histórica atuação na goleada por 8 a 0 do PSG sobre o Dijon pelo Campeonato Francês 2017/18. Neymar foi responsável por nada menos que seis gols: balançou as redes quatro vezes e ainda deu duas assistências.

Apesar do show, nem tudo foram flores para o astro. “Ele foi vaiado por parte do Parque dos Príncipes no momento de cobrar o pênalti do 8 a 0 aos 83 minutos, quando Edison Cavani poderia ter se tornado o maior artilheiro da história do clube”, relembra o L’Équipe.

Carlos Eduardo

O meia que passou pelo Fluminense em 2009 foi o primeiro a receber tal nota por uma partida de Ligue 1. Carlos Eduardo anotou cinco gols no triunfo do Nice sobre o Guingamp por 7 a 2 em 2014 e conquistou a nota 10. Desde 2015, o brasileiro está no Al Hilal, da Arábia Saudita.

Messi

É difícil conseguir uma nota 10 no L’Équipe, mas... Lionel Messi já conquistou duas. A primeira foi em 2010, quando anotou todos os quatro gols do triunfo do Barcelona sobre o Arsenal por 4 a 1 nas quartas de final da Champions League. Dois anos depois, fez cinco no Bayer Leverkusen pelas oitavas da mesma competição.

Oleg Salenko

O atacante russo anotou cinco gols numa mesma partida de Copa do Mundo. Foi em 1994, quando Salenko brilhou no triunfo por 6 a 1 sobre Camarões pela fase de grupos. “Francamente, difícil fazer melhor”, analisa a revista.

Lewandowski

O palco era grande: semifinal de Champions League contra o Real Madrid. E o centroavante polonês apareceu com quatro gols no triunfo por 4 a 1 do Borussia Dortmund, quase anotando o quinto no final da partida.

Lars Windfield

O desconhecido goleiro dinamarquês conquistou a honraria na Copa da Uefa de 1997, quando impediu o ataque do Nantes de balançar as redes do Aarhus GF e garantiu uma vitória por 1 a 0.

Franck Sauzée

Na final da Eurocopa sub-21 de 1988, Sauzée anotou dois golaços de fora da área, um em cada tempo. Foi o suficiente para receber a “nota 10” dos franceses, campeões sobre a Grécia com o resultado de 3 a 0.

Bruno Martini

A final da Eurocopa sub-21 de 88 teve duas notas 10. A segunda foi do goleiro Bruno Martini, que substituiu o titular Claude Barrabé e fez uma partida impecável, segurando tudo o que era finalização dos gregos.