<
>

Do Piauí ao Maranhão: antes de viralizar com São Paulo, rima do boi já embalou rivalidade Corinthians x Palmeiras

play
Boi do Piauí? Veja a música de protesto da torcida do São Paulo que viralizou nas redes sociais (0:25)

Torcedores ficaram no portão do Morumbi após empatarem com o Talleres e serem eliminados da Libertadores (0:25)

“Boi, boi, boi, boi do Piauí. Agora eu quero ver, para sair do Morumbi.”

O grito da torcida do São Paulo, depois da eliminação para o Talleres na Copa Libertadores, viralizou nas redes sociais e colocou o estado do Nordeste entre os assuntos mais comentados do Twitter na noite de quarta-feira.

Não é a primeira vez, contudo, que um grito do tipo embala as arquibancadas – ou nesse caso do São Paulo, o lado de fora do estádio – em torcidas paulistas.

Em 1993, por exemplo, a paródia com Boi da Cara Preta foi combustível na rivalidade entre Corinthians e Palmeiras, que decidiram o Estadual daquele ano.

Os primeiros a provocar foram os corintianos, com o mesmo boi do Piauí: a rima, ao invés de Morumbi, fazia referência aos atacantes dos times. “Viola artilheiro, pau no c... do Evair”, entoavam.

O problema para o lado alvinegro, porém, foi que, quem riu por último foram os palmeirenses, com o título histórico do Campeonato Paulista – em que Evair foi um dos heróis.

"Boi, boi, boi, boi do Maranhão, Viola artilheiro, Evair é campeão”, desabafaram os alviverdes.

O boi do Piauí também parece na música “Pequeno Mapa do Tempo”, de Belchior: “Medo, o meu boi morreu, o que será de mim? Manda buscar outro, maninha, no Piauí.”

Já o “Boi do Maranhão” encontra referência também em uma das festas mais tradicionais do estado: o Bumba meu boi.