<
>

Juninho Paulista defende Raí e aposta em sucesso de Igor Vinícius no São Paulo: 'Reforço de peso'

Pentacampeão com a seleção brasileira em 2002, Juninho Paulista é atualmente presidente do Ituano, que cedeu por empréstimo o lateral direito Igor Vinícius para o São Paulo para a próxima temporada. Com a experiência de quem defendeu a equipe do Morumbi entre 1993 e 1995, ele aposta que seu ex-jogador fará sucesso.

"O Igor teve uma base muito forte do Santos e chegou para a gente para a disputa do Campeonato Paulista. Ele foi muito bem pelo Ituano e deu sequência pela Ponte Preta na Série B. É um menino de muito futuro. As características dele são boas, domina a ala direita, tanto defende bem como também ataca. Eu acho que será um reforço de peso para o São Paulo", disse, ao ESPN.com.br.

O setor é um problema no São Paulo. Após a saída de Militão para o Porto, o time trouxe Bruno Peres para ser seu substituto. O jogador emprestado pela Roma, porém, apresentou deficiências na defesa.

Igor chega para brigar pela posição e tentar jogar pela primeira vez na elite do futebol brasileiro. Natural de Sinop-MT, terra onde cresceu Rogério Ceni, ele fez as categorias de base no Santos.

O jovem de 21 anos já jogou como volante antes de virar lateral direito, posição em que se fixou. Apesar de sete anos na base, além do período na escola Meninos da Vila e um Estadual sub-17 conquistado, Igor Vinícius mas não teve oportunidades na equipe profissional. Na época, o técnico era Dorival Júnior.

Ficou na equipe santista até o final do contrato no ano passado.

Iniciou a atual temporada pelo Ituano e surpreendeu. Após o Paulista, ele foi emprestado para a Ponte Preta para jogar a Série B do Campeonato Brasileiro. Fez 30 jogos e deu seis assistências na competição. Passado o torneio, ele voltaria para o Ituano, que aceitou emprestá-lo ao São Paulo.

'Tempo para Raí'

Juninho, que foi campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes em 1993 pelo São Paulo, acredita que a equipe tricolor tem tudo para fazer uma temporada melhor em 2019.

"Eu aposto no sucesso do São Paulo. Acho que tem que dar tempo ao Raí. Estão boas pessoas administrando o futebol. Eu acho que não se resolve tudo a curto prazo. Ele se mostrou bem competente, é um ídolo e pode ajudar muito mais", disse Juninho.

Além dos dois reforços já anunciados (Igor e Léo Pelé, ex-Fluminense), o São Paulo planeja fazer mais quatro contratações nessa janela de transferências. A ideia do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, é tentar definir tudo antes do início da pré-temporada.

A busca por reforços se concentra na vinda de um segundo volante, um ponta/atacante pela direita, um meia e um centroavante.

Planejamento do Ituano

Campeão Paulista em 2002 e 2014, o Ituano está no grupo D do Estadual deste ano, ao lado de São Paulo, Botafogo e Oeste.

"A gente começou a treinar dia 26 de novembro com poucos jogadores. Eles estão chegando aos poucos, trouxemos alguns de Série A e outros de Série B do Brasileiro. A maioria dos nossos atletas emprestados irão retornar para o Ituano. Teremos uma equipe consistente e competitiva", garantiu.

Com tradição de projetar jovens, a equipe de Itu espera voltar a disputar o mata-mata.

"Temos uma base experiente, que darão sustentação para que a gente possa lançar e mesclar com os meninos. A gente tem que tomar cuidado porque são 16 clubes muito competitivos e caem dois. Temos que permanecer em primeiro lugar. O Ituano faz três anos seguidos que bate na trave. Um ano ficamos por um ponto, esse ano foi por um gol... A gente quer corrigir esses detalhes para ir às quartas de final", finalizou Juninho.