<
>

Jogo do PSG é adiado a pedido da polícia por protestos em Paris

play
Neymar relembra primeiro gol como profissional, homenagem para o avô e fala de Pelé: 'Eterno' (2:16)

Camisa 10 também prometeu honrar número do ídolo da seleção (2:16)

Prevista para acontecer no próximo sábado, a partida entre Paris Saint-Germain e Montpellier está suspensa. Nesta terça-feira, a Liga de Futebol Profissional Francesa confirmou o adiamento do jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Francês para uma data ainda desconhecida à pedido da polícia local, motivado pelos protestos que tomam conta de Paris.

Apesar de não ter sido confirmado oficialmente, existe a possibilidade de um protesto por parte do grupo conhecido por “gilets jaunes” (“coletes amarelos”, em tradução livre), marcado para o dia da partida. Desde o último sábado, Paris tem sido cenário de diversos incidentes relacionados às manifestações e chamados para uma quarta onda de mobilizações circulam na capital francesa.

“É uma nova situação com a qual temos que lidar. Nosso objetivo será encontrar um bom plano para treinar e descansar para estar em forma na semana que vem em Belgrado (contra o Estrela Vermelha pela Champions League). Aceitamos isso, para mim a segurança é o mais importante”, declarou o técnico do PSG, Thomas Tuchel, na véspera do confronto desta quarta-feira contra o Strasbourg.

Após os incidentes do último fim de semana, a prefeita da capital francesa, Anne Hidalgo, falou em “3 a 4 milhões de euros” em danos causados. Símbolos da cidade, como o Arco do Triunfo, foram vandalizados, além das cercas do Jardin des Tuileries, que foram arrancadas e veículos incendiados. O delegado policial Michel Delpuech considerou de “uma gravidade sem precedentes” o que tem acontecido.

Na última rodada do Campeonato Francês, os “coletes amarelos” bloquearam o caminho do ônibus que levava o Nantes, na noite de sexta para sábado, para o aeroporto após uma partida contra o Saint-Etienne. Com 43 pontos, o PSG lidera a competição, seguido justamente pelo Montpellier, dono de 29.