<
>

Juiz do polêmico Corinthians x São Paulo, Rodolpho Toski já foi detonado por Santos, Abel e outros: 'Horroroso e prepotente'

O árbitro Rodolpho Toski Marques roubou a cena no clássico entre Corinthians e São Paulo, que terminou empatado por 1 a 1 pelo Campeonato Brasileiro. O time alvinegro é quem saiu de campo reclamando de um gol não validado e dois pênaltis não marcados.

Não é a primeira vez que Rodolpho Toski ouve reclamações pesadas. Ele já foi alvo de reclamações de Santos, Bahia, Abel Braga e outros no futebol nacional.

Quem pegou mais pesado foi Abel. Em abril deste ano, ele reclamou da atuação do juiz também em um jogo contra o São Paulo.

“Ele é horroroso, é prepotente. Quando apitar de novo, sei que vai prejudicar meu time", disse o treinador, então no comando do Fluminense.

Toski também foi o árbitro da polêmica partida entre Santos e Cruzeiro nas quartas de final da Copa do Brasil. Ele encerrou o jogo no momento em que o time paulista puxava contra-ataque praticamente sem marcação. Se marcasse o gol, se classificaria à semifinal.

Por isso, o Santos pediu à CBF que o juiz nunca mais apitasse jogos da equipe.

No ano passado, o presidente do Bahia Guilherme Bellintani também teve fortes críticas ao juiz por conta da atuação dele em um jogo contra o Palmeiras.

"Quando o cara é ruim não tem jeito. Nós vamos pegar uma série de erros dele contra vários outros clubes. Culpado é quem coloca ele para apitar um jogo desses”, disse.

Neste ano, o Bahia voltou a reclamar de Toski por conta do empate por 2 a 2 com o Grêmio.