<
>

Saudades? Cueva completa 4 meses que deixou o São Paulo, mas ainda não conseguiu engrenar na Rússia

Nesta segunda-feira, completam-se exatos quatro meses que o peruano Christian Cueva deixou o São Paulo e foi para o Krasnodar, da Rússia. A saída ocorreu após um longo desgaste, com o meia fora de muitos jogos em 2018 e com muitos diretores tricolores assegurando que ele "não faria falta" ao clube do Morumbi.

Além dos 8 milhões de euros (na época, R$ 36 milhões) recebidos pela transação, o São Paulo tinha possibilidade de faturar mais 2 milhões de euros por bonificações relativas a desempenho do meia. Não parece ser o caso.

Cueva não vem encantado tanto assim na Rússia, algo que pode até ser explicado pelo tempo de adaptação. O peruano deixou o São Paulo em 12 de julho, 16 dias após fazer o último jogo pelo Peru na Copa do Mundo da Rússia.

A estreia pela nova agremiação não tardou. Em 29 de julho ele já estava em campo pelo Krasnodar, numa derrota para o Rubin Kazan por 2 a 1. Ele atuou 27 minutos. Depois esteve em mais 15 jogos, mas foi titular em apenas três.

Foram nessas partidas em que começou jogando que Cueva somou o maior número de minutos em campo. Mas, no retrospecto geral, os números são bem decepcionantes.

Jogou 17 dos 20 jogos do Krasnodar na temporada. Somou apenas 527 minutos em campo dos 1.930 minutos que o time jogou --uma das partidas teve prorrogação. Ou seja, participou de 27% dos compromissos.

Não marcou nenhum gol e deu apenas uma assistência. Não recebeu nenhum cartão amarelo e vermelho.

Ao menos o retrospecto do time com o peruano não é ruim. São dez vitórias, dois empates e cinco derrotas (62%). Sem ele, contudo, o desempenho da equipe é superior: 68,3%.

Está há 167 dias sem fazer gols. O último foi pela seleção peruana contra a Escócia, de pênalti, em 29 de maio, jogo amistosos. Se levar em consideração o último gol por um clube, o jejum é maior: 264. Foi pelo São Paulo contra o Ituano, uma derrota por 2 a 1, pelo Campeonato Paulista, em 21 de fevereiro.

De fato, ele não tem muito o que festejar no Krasnodar. Mas será que o São Paulo sente falta dele?

O peruano atuou 18 vezes pelo clube do Morumbi em 2018. Somou 1.099 minutos. No período em que ele esteve na equipe, o São Paulo jogou 36 vezes, ou seja, 3.240 minutos. Isso significa que Cueva participou de 34% dos jogos.

Ele fez três gols, deu cinco assistências, não recebeu nenhum cartão amarelo e sofreu um vermelho.