<
>

Champions League: Benfica vence Fenerbahce em casa e abre vantagem nos playoffs

Jogando em Portugal sem o artilheiro Jonas, que pode ir para o futebol da Arábia Saudita, o Benfica teve enormes dificuldades para superar o Fenerbahce por 1 a 0, nesta terça-feira (07/08).

O jogo de ida realizado no estádio da Luz, em Lisboa, foi válido pela terceira fase dos playoffs da Uefa Champions League.

As equipes voltarão a se enfrentar na próxima terça-feira (14/08), em Istambul, na Turquia, às 15h (de Brasília).

Com a vantagem do empate, os portugueses poderão perder também por um gol de diferença - desde que balancem as redes trucas - para avançarem de fase.

O adversário do vencedor deste confronto sairá do duelo entre PAOK, da Grécia, e Spartak Moscou, da Rússia.

O Benfica começou a partida pressionando mais, mas não conseguia criar muitas oportunidades. Após pedir um pênalti logo no primeiro minuto da partida, os Encarnados só foram ter uma boa chance de gol aos 32 minutos.

No lance, Grimaldo fez passe para Cervi, que fez um cruzamento perfeito. Contudo, o goleiro Demerel conseguiu se antecipar a Facundo Ferreyra e Skrtel conseguiu completar e afastar o perigo de vez. Quatro minutos depois, André Almeida chutou para fora no rebote.

A equipe portuguesa voltou bem na segunda etapa e chegou ao ataque logo aos seis minutos. Salvio fez arremate da entrada da área e Demirel fez uma grande defesa, colocando a bola para escanteio. Seis minutos depois, Salvio fez boa jogada e chutou bloqueado.

O zero saiu do placar aos 24 minutos. Salvio invadiu a área pelo lado direito da área e rolou para o meio. Cervi recebeu a bola no outro lado da área, cortou para o pé esquerdo e arrematou fraco cruzado, mas o goleiro Demerel falhou e não conseguiu defender.

O final da partida foi mais morno e a única chance do Benfica foi a quatro minutos do fim. André Almeida chegou cabeceando, mas mandou a bola para fora.

Outros jogos dos playoffs da Champions League nesta terça-feira:

Astana (Cazaquistão) 0 x 2 Dinamo Zagreb (Croácia)
Qarabag (Azerbaijão) 0 x 1 BATE Borisov (Belarus)
Malmo (Suécia) 1 x 1 Vidi (Hungria)
Slavia Pragua (Polônia) 1 x 1 Dynamo Kyiv (Ucrânia)
Standard Liege (Bélgica) 2 x 2 Ajax (Holanda)
Estrela Vermelha (Sérvia) 1 x 1 Spartak Trnava (Eslováquia)