<
>

Fluminense bate Nova Iguaçu no Maracanã e se garante na semi do Carioca

O Fluminense recebeu o Nova Iguaçu no Maracanã e venceu por 2 a 1, neste domingo, pela quinta e penúltima rodada da fase classificatória da Taça Rio. Reginaldo e Pedro marcaram para os mandantes, enquanto que Iuri Pimentel descontou após uma falha do goleiro Júlio César.

Com o resultado, o time tricolor foi a 13 pontos e abriu vantagem na liderança do grupo C. Portuguesa, que perdeu no final de semana e Botafogo, que empatou, aparecem logo atrás com dez pontos cada.

Dessa forma, o Flu precisa de apenas um empate com a Cabofriense, fora de casa, no próximo domingo, para assegurar a vaga na semifinal, assim como a primeira colocação. Além disso, a classificação à semi do Carioca já está garantida por conta da soma de pontos nos dois turnos.

Já o Nova Iguaçu fica com apenas um ponto e tem a pior campanha da Taça Rio. Também no domingo, a equipe receberá o Macaé.

O jogo – Fluminense e Nova Iguaçu fizeram um jogo morno no Maracanã. O domínio foi total dos tricolores, que mantiveram a posse de bola e ditaram o ritmo da partida. No início, foram dez minutos de trocas de passe em seu campo e pouca agressividade, mas, na primeira vez em que avançou de forma mais incisiva, o gol saiu.

Aos 11, Robinho tabelou com Gilberto pela direita e avançou em velocidade em direção à área. Ao penetrar, viu Pedro no meio e tocou. O atacante matou a bola e mandou para o fundo da rede.

O Nova Iguaçu não reagiu, e o Flu continuou dono do jogo. Aos 17, Sornoza cobrou falta do bico da área pela esquerda e mandou no canto, mas o goleiro Jefferson se esticou e mandou para escanteio.

O mesmo Sornoza cobrou do lado direito do campo e levantou na área. O zagueiro Reginaldo entrou pelo meio da defesa e testou no canto esquerdo, ampliando a vantagem do Flu.

Com 2 a 0 no placar, o Fluminense parecia ter liquidado a fatura e jogava em ritmo de treino, diante de um adversário que não mostrava capacidade de reação.

Após o intervalo, o Flu retornou para a etapa final sem alterações. Já no Nova Iguaçu, o técnico Edson Souza trocou Vinícius Paquetá por Robinho no comando do ataque.

Depois de tirar o pé do acelerador na segunda metade do primeiro tempo, o Flu retornou mais ligado para o segundo. O Nova Iguaçu, por sua vez, procurou reter mais a bola e acertou a marcação, mas não conseguia furar a marcação do Flu e chegar perto do gol. O jogo ganhou em movimentação, mas nenhuma das duas equipes ameaçava a meta adversária.

Após a parada técnica, o Nova Iguaçu mexeu de novo, e Iuri Pimentel entrou no lugar de Vinícius Matheus. E seria ele quem marcaria para os visitantes. Jadson tocou a mão na bola próximo da área pela direita da defesa, e o árbitro assinalou a infração. Caio Cézar cobrou no meio do gol, mas o quique da bola enganou Júlio César, que não conseguiu segurar e rebateu com a canela. A bola voltou para Iuri Pimentel acertar cabeçada e diminuir para a equipe da Baixada Fluminense.

O gol acordou o Flu, mas também animou o Nova Iguaçu, que, sem nada a perder, começou a acreditar no empate. O panorama, porém não durou muito, e o final do jogo foi desanimado, com o time tricolor segurando a bola.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2 X 1 NOVA IGUAÇU

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 11 de março de 2018, domingo
Hora: 19h30 (de Brasília)
Renda: R$ 110.125,00
Público: 3.849 (3.317 pagantes)
Árbitro: Lenilton Rodrigues Gomes Júnior
Assistentes: Daniel do Espírito Santo e Ivan Silva Araújo
Cartões Amarelos: Reginaldo (Flu); Daniel (Nova Iguaçu)
Gols:
FLUMINENSE:
Pedro, aos 11, Reginaldo, aos 18 min do 1º tempo
NOVA IGUAÇU: Iuri Pimentel, aos 21 min do 2º tempo

FLUMINENSE: Júlio Cesar; Gilberto (Mateus Norton), Gum, Ibañez e Reginaldo; Douglas, Jadson, Junior Sornoza e Ayrton Lucas; Robinho (Matheus Alessandro) e Pedro (Pablo Dyego). Técnico: Abel Braga

NOVA IGUAÇU: Jefferson, Daniel, Raphael Azevedo, Murilo Henrique e Lucas; Vinícius Matheus (Iuri Pimentel), Paulo Henrique (Raphael Neuhaus), Caio Cezar, Wescley e Dieguinho; Vinícius Paquetá (Robinho). Técnico: Edson Souza