<
>

Demissão por mensagem iniciou crise entre Conte e jogadores do Chelsea, hoje fora do controle

O desgaste entre Antonio Conte e o elenco do Chelsea é visível. O quarto colocado da Premier League vive crise dentro do vestiário desde a demissão de Diego Costa, segundo informações que o jornalista Mauro Cezar Pereira publicou nesta sexta, classificando o estado treinador como “isolado”.

O artilheiro da equipe campeã em 2016/17 recebeu a notícia de seu desligamento por mensagem de texto, algo que não foi bem visto pelos jogadores. Posteriormente, Conte barrou o brasileiro David Luiz, um dos líderes do elenco, o que piorou o clima.

Apesar da relação interpessoal complicada, algumas vitórias seguraram o italiano no cargo. Foi o caso, por exemplo, do triunfo sobre o Tottenham fora de casa, em agosto. Em outra oportunidade, o resultado positivo contra o Manchester United, em novembro.

Segundo Mauro Cezar, um dos poucos que segue ao lado do comandante é Azpilicueta.

A forma que Diego Costa saiu irritou não só atletas, mas também dirigentes, pois impediu sua venda por valores altos para o mercado da China. Marina Granovskaia, diretora do clube e braço direito do proprietário Roman Abramovich, é uma das descontentes.

Uma eliminação contra o Barcelona na Champions League pode ser o gatilho para que o clube decida demitir Conte – ou até mesmo antes disso, se surgirem derrotas na Premier League – informou Mauro Cezar.