<
>

Agora companheiro, Artur ainda se encanta com o ídolo Dudu no Palmeiras

Arthur durante coletiva na Academia de Futebol do Palmeiras Gazeta Press

Imagine o desafio de superar seu ídolo no ambiente de trabalho. É justamente essa a situação de Artur. O atacante retornou ao Palmeiras após jogar a última Série B pelo Londrina, e agora divide espaço com Dudu, capitão da equipe e exemplo máximo para o jovem de 19 anos.

“Sem dúvidas o Dudu é o meu maior ídolo. Ele é um espelho para todos nós. Desde a base, eu já falava bastante dele. Ele tem muita garra, determinação. Às vezes eu fico olhando ele treinar, fico meio assim… Até na alimentação, eu olho e penso: ‘C… ele se alimenta bem’ (risos). Fico feliz por conviver com ele”, disse o atacante.

Em 2017, Arthur viveu seu primeiro grande ano como jogador profissional. Cria da base palmeirense, o jovem atacante de 19 anos brilhou com a camisa do Londrina na Série B, quase levando o clube paranaense de volta à elite do futebol brasileiro – terminou na 5ª colocação. O ótimo desempenho o credenciou a permanecer entre os profissionais do Palmeiras para 2018.

“Eu fiquei muito feliz (ao saber que ficaria). O sonho de todo jogador é estar aqui no Palmeiras. Quando saí para o Londrina, meu foco era ir bem lá para voltar bem aqui. Acho que fiz um bom trabalho lá e estou muito grato pela diretoria me receber bem aqui”.

Campeão da Primeira Liga com o Tubarão, Artur foi titular em toda a sua passagem pelo clube. No Londrina, foram 39 partidas, todas como titular, oito tentos anotados e 10 assistências. Como garçom, seus números só não superaram D’Alessandro, do Internacional, que também deu 10 passes para gol. Além disso, o jovem pode atuar em diversas funções.

“Já joguei em diversas posições. No Londrina já joguei de meia por dentro e pela ponta. A posição que o Roger achar melhor, vou tentar fazer muito bem feito”, concluiu.