<
>

PSV atropela Ajax, joga rival para lanterna histórica e segue perfeito no Holandês

O PSV até levou um susto, mas depois não tomou qualquer conhecimento e atropelou o Ajax por 5 a 2 neste domingo (29) no Estádio Philips, em Eindhoven, no clássico disputado pela décima rodada do Campeonato Holandês.

A goleada afundou ainda mais a equipe de Amsterdã, que, em uma crise que parece sem fim, agora vive uma situação inédita em toda a sua história: é lanterna da disputa nacional. São apenas 5 pontos ganhos em 24 disputados (embora, observe-se, o clube tenha um jogo atrasado e alguns minutos a jogar de uma partida diante do Feyenoord que foi suspensa em andamento).

Do outro lado, o PSV segue perfeito. O time do técnico Peter Bosz chegou a dez vitórias em dez confrontos, tem 30 pontos e lidera absoluto e com folga – em segundo, cinco pontos atrás, aparecem AZ Alkmaar e Twente.

Show de Lozano

No duelo, o Ajax saiu na frente aos dez minutos com Van den Boomen e foi superior até pelo menos os 21, quando desperdiçou a terceira chance clara de ampliar. O PSV empatou aos 20 com Hirving Lozano, que começava seu show particular. O time de Amsterdã ainda foi para o vestiário à frente no placar de novo, aos 40, com Brian Brobbey.

Mas na volta do intervalo, os donos da casa passaram por cima.

Logo aos 4 minutos, Luuk de Jong deixou tudo igual em 2 a 2. Aos 7, Saibari virou; e aos 15 e aos 27, o mexicano Lozano completou seu hat-trick e a goleada.

Foi a quinta derrota seguida do Ajax no Holandês, outra vergonha que o clube, neste momento sob comando do interino Hedwiges Maduro após a demissão de Maurice Steijn, jamais tinha vivido.