<
>

Libertadores: Felipão volta ao lugar onde disse 'não' à seleção duas vezes e ficou 'por um fio' de acerto

Felipão joga sua classificação na Libertadores nesta terça, no Paraguai, onde já negou a seleção duas vezes


O Athletico-PR vai ao Paraguai nesta terça-feira buscar a classificação para as quartas de final da Conmebol Libertadores, em duelo contra o Libertad, às 21h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+. E o estádio Defensores del Chaco, palco do confronto, poderia ter sido a casa de Luiz Felipe Scolari em ao menos duas ocasiões...

O atual comandante do time rubro-negro teve ao menos duas oportunidades de se tornar técnico da seleção paraguaia, algo que não aconteceu ‘por um fio’. Mais precisamente, por uma reunião.

“Foram cerca de 20 dias de conversas com Robert (Harrison, presidente da Associação Paraguaia de Futebol), antes de aparecer o Palmeiras. Tínhamos ficado de ter uma reunião definitiva. Estava tudo muito bem encaminhado, eu gostei da ideia de dirigir o Paraguai”, contou Felipão em agosto de 2018, quando foi ao país como treinador alviverde para enfrentar o Cerro Porteño.

“Quando eu estava em Lisboa, recebi uma proposta do Palmeiras e decidi voltar para São Paulo. O carinho pelo clube e algumas questões familiares me levaram a tomar essa decisão”, continuou, na época.

Na oportunidade, Felipão estava sem clube após ter deixado o Guangzhou Evergrande, da China. O pentacampeão mundial decidiu ir para o Palmeiras, onde voltou a ser campeão brasileiro. Depois, passou por Cruzeiro e Grêmio, ficando novamente sem emprego em outubro de 2021.

Foi aí que veio o segundo ‘não’.

O Paraguai havia demitido Eduardo Berizzo e, novamente, entrou em contato com Scolari. No entanto, o treinador preferiu não aceitar o convite, uma vez que havia acabado de encerrar um trabalho no Tricolor Gaúcho.

O próximo desafio foi o Athletico-PR, com quem fechou em maio deste ano para ser dirigente. No entanto, de maneira provisória, Felipão assumiu como técnico e ficará até o final da temporada.

O desempenho tem sido para lá de satisfatório, com classificação para as oitavas de final da Libertadores, triunfo fora de casa no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil e a vice-liderança do Brasileirão.

Para manter a boa fase e alcançar as quartas de final da competição continental, Scolari precisa liderar o Athletico-PR a pelo menos um empate nesta terça-feira, pois os brasileiros venceram na Arena da Baixada por 2 a 1 no jogo de ida.

Qualquer vitória dos paraguaios por um gol de diferença leva o confronto para os pênaltis. Triunfo por mais de um gol de saldo dá a classificação ao Libertad.

Quem avançar, enfrentará nas quartas de final o vencedor do confronto entre Fortaleza e Estudiantes. Depois de empate por 1 a 1 no Castelão, a definição sairá na Argentina, nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.