<
>

São Paulo envia ofício à Conmebol contestando arbitragem em jogo contra a Universidad Católica

play
Simon analisa expulsões polêmicas em jogo do São Paulo na Sul-Americana: 'Arbitragem fraca' (7:18)

Igor Vinícius, Nestor e Calleri levaram cartões vermelhos na partida (7:18)

Clube teve três jogadores expulsos na vitória por 4 a 2 no Chile pela Sul-Americana


O São Paulo enviou, nesta sexta-feira, um ofício à Conmebol à respeito da arbitragem na partida contra a Universidad Católica, na última quinta-feira (30), pelas oitavas da Copa Sul-Americana. O documento foi assinado pelo presidente Julio Casares, pelo diretor Carlos Belmonte e pelo departamento jurídico do clube e também foi encaminhado à CBF à FPF.

Para o clube, os critérios da arbitragem foram desproporcionais. Assim, o Tricolor entende que o árbitro uruguaio Cristian Ferreyra foi mais severo com os paulistas do que com os chilenos. No ofício, o São Paulo destaca a abordagem de diferentes veículos de imprensa após o jogo de ontem, apontando que o time recebeu 11 advertências - oito cartões amarelos e três vermelhos - tendo cometido dez faltas.

Durante o jogo, Calleri e Igor Vinícius foram expulsos após receberem dois cartões amarelos cada. Na visão do clube, as advertências foram exageradas e, portanto, foram contestadas no documento enviado à Conmebol.

Além disso, outro jogador do São Paulo que foi expulso durante a partida foi Rodrigo Nestor, que recebeu o vermelho após revisão do VAR em entrada dura no adversário. No texto, a diretoria são-paulina contesta a decisão, alegando que o jogador da equipe chilena tenta dar coice no meia brasileiro antes do contato.

Outro ponto abordado pelo São Paulo em sua reclamação formal foi a não notificação na súmula de objetos arremessados por torcedores do time chileno em direção ao lateral Reinaldo durante cobrança de escanteio. No lance, um dos funcionários trabalhando na organização da partida precisou segurar um guarda-chuva para proteger o camisa 6 são-paulino dos objetos.

O intuito do clube com o ofício enviado à entidade máxima do futebol sul-americano é evitar novos episódios envolvendo a arbitragem na Sul-Americana. Segundo o presidente Julio Casares, polêmicas de arbitragem atrapalham o andamento da competição como um todo.