<
>

Boca vê Flamengo podendo pagar salário 'fora da realidade argentina' a Vidal, mas aposta em trunfos para vencer batalha pelo reforço

Vidal vem sendo disputado por Flamengo e Boca Juniors no mercado da bola


O Boca Juniors quer Arturo Vidal, e Arturo Vidal também vem indicando que quer jogar no Boca Juniors. Ainda não há nada oficial, mas a equipe argentina está disposta a contratar o chileno sem importar se passará pelo Corinthians nas oitavas de final da Conmebol Libertadores, segundo apurou a ESPN Argentina.

A chegada do chileno ao time xeneize começa a soar cada vez mais forte. Em participação no ESPN Fútbol 90 desta sexta-feira (1º), o repórter Diego Monroig atualizou as informações e relatou que o Boca pensa em oferecer um contrato longo a Vidal. Portanto, isso seria independente do fato da equipe de Buenos Aires avançar à próxima fase da Libertadores.

De acordo com o jornalista, o entorno do veterano vem dando sinais positivos ao Boca sobre uma possível chegada a La Bombonera.

Na semana que vem, Vidal viajará com seu estafe à Itália, onde negociará a rescisão com a Inter de Milão, time com o qual ainda tem um ano de contrato. A intenção do jogador é deixar o futebol europeu e retornar à América do Sul.

A Internazionale, por sua vez, não deve impôr obstáculos à saída de Vidal, já que vê com bons olhos o fato de se livrar do alto salário do atleta.

Diego Monroig ainda destacou que o Flamengo segue interessado no craque, podendo pagar a ele um salário "fora da realidade do futebol argentino". No entanto, o Boca conta com alguns trunfos.

Segundo o repórter, Arturo vem expressando há bastante tempo sua vontade de vestir o manto xeneize e jogar em La Bombonera. Em termos econômicos, o chileno também estaria disposto a abrir mão de valores na parte financeira, apesar do Boca ter oferecido a ele ser o atleta melhor pago do plantel sem teto de dólar (tomando como referência o valor oficial da Argentina), ao lado de Darío Benedetto, Marcos Rojo e Carlos Izquierdoz.

O contrato ofertado ao craque seria por 18 meses, que é o tempo que a diretoria comandada por Jorge Ameal e Juan Román Riquelme ainda estará no comando.

Até o momento, não foi feita a proposta oficial a Vidal e seu estafe. No entanto, com a abertura da janela de transferências na Europa, as coisas prometem esquentar nos próximos dias.