<
>

Preparador físico da Portuguesa vê equipe em “condições ideais para a estreia” na Copa Paulista

Embora a maior parte da preparação física da Portuguesa tenha acontecido neste um mês e meio de pré-temporada, o trabalho continua no decorrer da Copa Paulista. A Lusa faz sua estreia na competição neste domingo, diante do Água Santa, no Canindé. O preparador Kaio Soares reconhece que o mais importante do trabalho já foi feito, mas seguirá em um processo natural do seu desenvolvimento, com ênfase à características diferentes.

“O time está na condição ideal para a estrear, mas não para o campeonato. Porque ela continua a se desenvolver com os jogos”, explicou Kaio, que imagina a melhor condição de duas a quatro semanas após o começo da competição.

Para Kaio Soares, esta última semana de trabalho tem sido bastante proveitosa e com uma mudança natural de capacidades físicas a serem trabalhadas. “Uma semana muito boa. Os processos que fizemos para a preparação foram bem cumpridos. Agora diminuiu um pouco a força para dar ênfase à agilidade, potência, velocidade. Estamos ainda com uma dose ou outra de ajuste do trabalho de força. Mas está bem encaixado e os atletas, respondendo bem”, declarou.

Agora, segundo o preparador físico, os “jogos completam a preparação”. A ansiedade da estreia não chega a ser motivo de maiores cuidados na parte física. “Ela não altera a preparação. O primeiro jogo é sempre mais delicado, apesar de mantermos um trabalho já de antes”, disse. “Tudo que pode gerar um desconforto emocional, importante o atleta sempre se voltar para o que foi trabalhado, o que gera um ambiente de segurança para ele. Ir para um lugar de confiança: as repetições, o trabalho que fez, o que produziu dentro de campo”, completou.

Na sequência, é uma manutenção vigiada. “Vamos comparando se a execução está batendo com o que foi planejado. É ajuste diário que a gente programa antes e controla”, finalizou.