<
>

Maurício Souza elogia Novorizontino e admite atuação ruim do Vasco

O Vasco viu sua invencibilidade na Série B acabar na última quarta-feira. Os cruzmaltinos foram derrotados pelo Novorizontino, em Novo Horizonte.

O técnico Maurício Souza viu mérito do adversário, mas admitiu que o Vasco não teve uma boa atuação.

“A ideia era realmente ter um pouco mais de criatividade no setor de meio-campo, sempre que o Palacios vinha para dentro. Porém não podemos de jeito nenhum tirar o mérito do Novorizontino, que conseguiu a partir de uma marcação muito impositiva neutralizar nossas ações. Não conseguimos sair, começamos a jogar um jogo mais direto. Esse jogo não deu para a gente nem o ganho da primeira nem o ganho da segunda bola”, disse.

“O Novorizontino começou a ganhar campo, a gostar do jogo. A partir daí, a equipe se descontrolou um pouquinho. De uma bola parada saiu o gol. No segundo tempo, a gente vinha um pouco melhor, controlando mais as ações, mas durou pouco tempo. Eles se impuseram de novo. Acho que o Vasco teve uma noite infeliz, não conseguimos colocar em prática o que a gente imaginava. A gente sabe que vai encontrar adversários que vão competir demais contra a gente”, completou.

Maurício Souza falou sobre a opção de escalar Figueiredo como centroavante.

“Eu não considero que a gente tenha perdido um homem de referência. Concordo que o Raniel é um jogador mais fixo. O Figueiredo é um jogador de mais mobilidade, que a gente entendia que seria mais proveitosa para nós. Quando entrou o Raniel, porque é um jogo mais preso, a gente tem que flutuar outros jogadores naquele setor”, afirmou.

“O que pensamos para o Figueiredo acabou acontecendo. O que não tivemos foi calma de entrar no campo adversário, circular mais a bola. A gente estava mais ansioso, talvez pela pressão que o Novorizontino fez sobre o nosso time que foi muito grande. A posição do Figueiredo é de camisa 9, é a que ele gosta de jogar, a que foi formado”, finalizou.

O Vasco vai em busca da recuperação neste domingo, contra o Sport, no Maracanã. Mais uma vez, a torcida esgotou os ingressos e vai apoiar a equipe em busca do acesso.