<
>

Libertadores: Torcedor do Cerro imita macaco em direção a palmeirenses no Paraguai

Gestos racistas foram registrados na vitória do Palmeiras no Defensores del Chaco


Jogando no Defensores del Chaco, no Paraguai, nesta quarta-feira, o Palmeiras venceu o Cerro Porteño por 3 a 0 no duelo de ida das oitavas de final da Conmebol Libertadores. Os dois primeiros gols do Verdão foram marcados por Rony, maior artilheiro da história do clube na competição sul-americana. Murilo fez o terceiro do alviverde.

Novamente, atos racistas foram vistos nas arquibancadas de um estádio nesta Libertadores.

Na ocasião, um torcedor do Cerro foi visto imitando um macaco em direção à torcida do Palmeiras. As imagens viralizaram e correram as redes sociais, com diversos usuários marcando a Conmebol.

Antes do sorteio das oitavas de final da Libertadores e Sul-Americana, o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, havia dado uma espécie de ultimato contra as equipes cujas torcidas cometessem atos racistas.

No duelo entre Corinthians e Boca Juniors, na terça-feira, na Neo Química Arena, três torcedores argentinos foram detidos no estádio por fazerem atos racistas. Dois deles acabaram soltos e irão responder em liberdade.

O Palmeiras emitiu uma nota sobre o ocorrido:

A Sociedade Esportiva Palmeiras vem novamente a público repudiar as manifestações racistas praticadas contra a nossa torcida em um jogo da Libertadores.

Não podemos aceitar que cenas como essas se tornem rotineiras durante a disputa do mais importante torneio de clubes da América do Sul.

Esperamos que as autoridades tomem as providências necessárias para coibir esse crime. É hora de darmos um basta à discriminação!