<
>

Elenco do Santos é recebido com protestos em chegada a hotel e conversa com torcedores

O Santos vive momento de muita pressão após a goleada sofrida frente ao rival Corinthians, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Na chegada ao seu hotel em São Paulo, onde a equipe enfrentará o Timão novamente, o ônibus da delegação foi recebido por um grupo de torcedores, que exigiu conversa com o elenco.

”Se o Santos não ganhar, o pau vai quebrar”, gritava a torcida em vídeos divulgados nas redes sociais. ”Joga, vagabundo, respeita o Santos, o maior time do mundo”, foi mais um grito entoado pelo grupo.

Após o ônibus ser barrado na entrada do hotel, os torcedores começaram a bater na lataria do veículo exigindo que os atletas descessem. Houve um tempo de negociação e, então, os jogadores de fato saíram para conversar com o grupo, que não foi violento. Unidades da polícia militar estavam presentes durante o ocorrido.

Com a derrota por 4 a 0 frente ao Corinthians, as chances de o Santos avançar às quartas de final da Copa do Brasil são remotas. Agora, a equipe terá chance de redenção, já que, neste sábado, enfrentará o Timão, novamente na Neo Química Arena, desta vez pelo Brasileirão.

Em caso de nova derrota, a pressão aumentará sobre o elenco e, principalmente, sobre o técnico Fabián Bustos. Antes da goleada sofrida no meio de semana, o time vinha de empate por 2 a 2 contra o Bragantino, na Vila Belmiro, após abrir dois gols de vantagem no placar.

Santos e Corinthians voltam a campo às 19h (de Brasília). Mais tarde, no dia 13 de julho, os rivais se enfrentarão pela partida de volta das oitavas da Copa do Brasil, desta vez na Vila Belmiro. Para avançar, o Peixe tem que vencer por cinco gols de diferença. Uma vantagem por quatro leva a decisão aos pênaltis.