<
>

Negociação por Borja trava, e venda do atacante ao River Plate corre risco de 'melar'

Negociação River Plate-Junior Barranquilla-Palmeiras por Borja está travada e corre risco de não ser fechada


A negociação entre Palmeiras, River Plate e Junior Barranquilla pela venda do atacante Miguel Borja ao clube argentino travou e corre risco de "melar".

De acordo com pessoas envolvidas na negociação, há acerto entre River e Junior. No entanto, o Verdão não abre mão de receber o valor ao qual teria direito por contrato, o que levou ao impasse.

Como mostrou o ESPN.com.br na última quarta-feira (22), o Alviverde quer uma operação "boa para todas as partes", e não apenas para River, Junior e estafe do jogador.

Sem anuência do Palmeiras, que é dono de 50% do centroavante (a equipe colombiana tem os outros 50%), a venda não pode ser fechada.

Vale lembrar que Borja foi vendido ao Junior Barranquilla pelo Verdão no final do ano passado por US$ 3,5 milhões (R$ 19,79 milhões, na cotação da época).

A imbróglio preocupa o River, que queria fechar com Borja o mais rápido possível para reforçar seu ataque.

A ideia do técnico Marcelo Gallardo era que o reforço fosse regularizado até este sábado (25) pelos Millonarios, de forma que pudesse ser usado já nas oitavas da Conmebol Libertadores.

O colombiano chegaria para ser o substituto do jovem Julián Álvarez, que já está negociado com o Manchester City e irá para a Inglaterra após as oitavas da competição sul-americana.

Em 2022, Boja soma 16 gols em 27 jogos pela equipe de Barranquilla.