<
>

Jorge Jesus diz como pretende reforçar o Fenerbahçe e revela por que escolheu o clube: 'Foi fundamental'

play
Jorge Jesus chega ao Fenerbahce, se desequilibra, quase cai e protagoniza cena engraçada; VEJA! (0:33)

Via FBTV I Português está próximo de assinar com o clube turco (0:33)

Jorge Jesus foi apresentado nesta sexta-feira (3) como novo treinador do Fenerbahçe, da Turquia


Na última quinta-feira (2), Jorge Jesus, ex-Flamengo, foi anunciado como novo técnico do Fernerbahçe, da Turquia.

Já nesta sexta-feira (3), o português foi apresentado de forma oficial e explicou os motivos que o levaram a acertar com o clube de Istambul.

O treinador assegurou que sua decisão de dar o "sim" ao time turco passa pela convicção do presidente e dos torcedores, além de seus assistentes e sua família.

"É com grande prazer e orgulho que fui convidado para vir trabalhar à Turquia, ao Fenerbahçe, uma referência máxima do futebol turco na Europa. Tenho conhecimento da grandeza deste clube, sei do que me espera", discursou.

"O que me levou a aceitar esta proposta tem a ver com a convicção do presidente, dos torcedores, da forma como invadiram a minha rede social, dos meus assistentes, do meu filho. Não vim por condições financeiras, tinha mais clubes que me davam essas possibilidades. Vim à Turquia porque aceitei um clube que tem fãs apaixonados, faz parte da vossa identidade saber amar um clube como o Fenerbahçe”, seguiu.

"É verdade que eu ter aceitado este convite teve muito a ver com as pessoas. Como o presidente, a forma como ele convictamente sabia que era eu o treinador que ele queria. Isso, para mim, foi fundamental. O presidente foi muitas vezes a Portugal e isso convenceu-me. Senti que ele estava convicto no que queria e eu gosto disso, de pessoas que sabem o que querem, como eu. Face a esta noção do presidente, mais os fãs a comunicarem nas redes sociais, foi isso que me fez olhar mais para o Fenerbahçe e hoje estou aqui precisamente porque o presidente quis muito", complementou.

O Mister também afirmou que pretende trazer reforços para o elenco do Fener, salientando que quer "quatro ou cinco" novos atletas para trazer "equilíbrio" ao plantel.

"Tenho a consciência das condições que o Fenerbahçe pode pagar a seus jogadores, e a escolha foi baseada nisso. Alguns jogadores são conhecidos no mundo do futebol e na Turquia. Vamos tentar contratar jogadores que nós achamos que podem melhorar a qualidade da equipe do Fenerbahçe, não viemos fazer nenhuma revolução no elenco, viemos para fazer um equilíbrio com quatro ou cinco jogadores", argumentou.

"É o que vamos tentar fazer, me reuni com o presidente sobre esse tema. E nessas três ou quatro semanas vamos tentar adquirir jogadores que sejam possíveis financeiramente e esportivamente", observou.

O português ainda revelou que sua prioridade será trazer novos atletas para o setor ofensivo.

"Fizemos uma avaliação nos últimos dias e achamos que o Fenerbahçe tem uma equipe com muitos jogadores com qualidade. E vamos tentar achar no mercado jogadores um pouco diferentes, principalmente no setor ofensivo, que possam dar criatividade ao Fenerbahçe, ser mais decisivos em jogadas individuais", explicou.

"Hoje, as grandes equipes juntam qualidade coletiva com a qualidade individual. E isso que vamos procurar, tentar arranjar funções de jogadores ofensivos, que possam fazer jogadas que os torcedores adorem e façam parte do espetáculo", finalizou.

play
0:33

Jorge Jesus chega ao Fenerbahce, se desequilibra, quase cai e protagoniza cena engraçada; VEJA!

Via FBTV I Português está próximo de assinar com o clube turco

Segundo o jornal turco Fanatik, um dos pedidos que JJ já fez à diretoria da equipe de Istambul é o atacante Gabigol, seu ex-comandado no Flamengo.

Jorge Jesus teve uma passagem vitoriosa no Brasil entre 2019 e 2020, pelo Rubro-Negro. No período, comandou os cariocas em 57 partidas, com 43 vitórias e apenas 4 derrotas, conquistando os títulos da Conmebol Libertadores e Brasileirão de 2019.

O último clube que Jorge Jesus comandou foi o Benfica, no que foi sua segunda passagem pelo clube. Porém, não obteve sucesso, no que culminou em sua saída em dezembro do ano passado.