<
>

Veiga perde pênalti, Gómez marca, Palmeiras vence o Santos na Vila Belmiro e assume liderança do Brasileirão

Verdão venceu o Peixe por 1 a 0 graças a gol de Gustavo Gómez e pode terminar a rodada como líder do Brasileirão


O Palmeiras venceu o Santos, na Vila Belmiro, por 1 a 0, neste domingo (29), em duelo válido pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. Gustavo Gómez marcou no segundo tempo. O detalhe importante ficou por conta de Veiga, que, pela 1ª vez com a camisa do Verdão, perdeu uma penalidade. Com o resultado, o Alviverde mantém o tabu de não perder para o Peixe desde 2019 e assume de forma provisória a liderança da competição.

Como foi a partida?

O primeiro tempo se desenhou de maneira diferente da qual o Palmeiras está acostumado. Fechado na defesa, o Santos abusou dos contra-ataques na primeira etapa, explorando principalmente as costas de Marcos Rocha, pelo lado esquerdo do ataque santista. A primeira grande chance veio pelo setor.

A entrada de Sandry no lugar de Ricardo Goulart na escalação inicial deixou o Peixe mais forte na marcação no meio-campo e mais veloz para poder encaixar a troca de passes após as roubadas de bola no campo de defesa.

Lucas Pires arrancou em velocidade e cruzou forte para a área. Baptistão fechou na pequena área, mas pegou muito embaixo e mandou por cima. O auxiliar havia marcado impedimento, mas era um claro indício de qual seria a tônica da partida. O Palmeiras respondeu com chute perigoso de Veiga de fora da área.

O Santos conseguia realizar boas triangulações e usava os espaços pelos lados do campo. Além disso, o Peixe marcava bem a saída de bola do Palmeiras. Em lance isolado, Léo Baptistão invadiu a grande área e conseguiu boa finalização para grande defesa de Marcelo Lomba.

O Palmeiras entendeu que precisava pressionar mais e acelerar os passes. Foi desta forma que o Alviverde quase marcou com Scarpa. Em momento de ‘abafa’, a bola sobrou para o camisa 14 aberto pela esquerda da área, mas finalizou mal e mandou para fora. A pressão seguiu quando o Palmeiras passou a sufocar Rodrigo Fernández.

Zé Rafael roubou bola do volante rival e conseguiu boa finalização, mas João Paulo defendeu com tranquilidade. O Santos voltou a assustar aos 39 minutos e chegou a marcar. Após roubada de bola em cima de Zé Rafael, Marcos Leonardo aproveitou bate rebate para fazer 1 a 0.

No entanto, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira foi ao VAR para checar um lance de possível falta de Baptistão em Zé Rafael. O centroavante do Peixe empurrou e de fato cometeu a infração. Com isso, o gol santista foi invalidado. O momento acordou o Palmeiras, que tentou sufocar nos minutos finais.

Além de boa chance com Rony, o Verdão quase abriu o placar no último lance. Após escanteio para a área, a bola sobrou para Dudu, que bateu forte demais, na marca do pênalti, e mandou por cima do gol.

Segundo tempo

O Santos voltou melhor para a segunda etapa. Mais compacto e encontrando espaços na defesa do Palmeiras. Julio e Marcos Leonardo tinha liberdade para flutuar na entrada da área e confundiam a marcação do Verdão. O time visitante pouco criava e sequer conseguia fazer triangulações, sendo dominado pelo rival.

Apesar da falta de chances, o Peixe conseguiu assustar. Leo Baptistão quase conseguiu grande finalização, mas foi travado na hora por Gustavo Gómez. Gabriel Menino e Zé Rafael se mostravam lentos e não encontravam a marcação. Com isso, o Santos tinha liberdade, mas pecava no último passe.

Bustos lançou Goulart em campo por mais presença ofensiva. João Martins colocou Naves na vaga de Murilo, que sentiu a coxa, e sacou Dudu, apagado, para entrada de Rafael Navarro. Mal na partida, o Palmeiras ganhou um ‘presente’ de Rodrigo Fernández, que cometeu pênalti em Marcos Rocha.

O volante empurrou o lateral na linha de fundo. Luiz Flávio de Oliveira foi ao VAR e assinalou a penalidade. Raphael Veiga, que nunca havia perdido um pênalti no Palmeiras, mandou um balaço na trave direita, para felicidade da Vila Belmiro.

Por incrível que pareça, a perda do pênalti parece ter impulsionado o Verdão, que passou a dominar a partida. Na bola parada, saiu o gol. Após cobrança pela esquerda, Gómez testou, a bola desviou em Lucas Pires e morreu no fundo das redes de João Paulo. O Santos sentiu o gol e passou a ver o Palmeiras rodar a bola para gastar o tempo.

O time da casa tentou sufocar no final, mas pouco fez e, quando levou perigo, Lomba segurou firme e salvou o Palmeiras. A vitória leva o time de Abel Ferreira à liderança provisória do campeonato.

Situação no campeonato

Palmeiras é líder momentâneo com 15 pontos. O Santos está em 7° com 11 pontos.

Foi bem: Gustavo Gómez

O zagueirão paraguaio teve uma grande atuação na Vila Belmiro. Principalmente no segundo tempo, Gómez segurou a bronca com a lesão de Murilo, conseguiu impedir o que era praticamente um gol certo de Baptistão, além de marcar o gol do Palmeiras.

Foi mal: Jhojan Julio

O gringo do Peixe pecou demais nos passes importantes. Solto no meio-campo em boa parte do duelo, Julio pouco criou e errou lances decisivos, que impediram o Santos de marcar.

Próximos compromissos

O Palmeiras enfrentará o Atlético-MG, no Allianz Parque, no próximo domingo (5). Já o Santos enfrentará o Athletico-PR, no sábado (4).

Ficha técnica: Santos 0 x 1 Palmeiras

Santos: João Paulo; Madson, Maicon, Eduardo Bauermann, Lucas Pires; Sandry (Bruno Oliveira), Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Lucas Braga), Jhojan Julio (Ricardo Goulart); Marcos Leonardo (Rwan) e Léo Baptistão (Angulo). Técnico: Fabián Bustos.

Palmeiras: Marcelo Lomba; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo (Naves), Jorge; Gabriel Menino (Fabinho), Zé Rafael, Gustavo Scarpa, Raphael Veiga (Atuesta); Dudu (Navarro) e Rony (Breno Lopes). Técnico: João Martins.