<
>

Samba, brincadeira com palavrão e muita resenha: Andressa Alves abre bastidores no Barcelona de como era o dia com a melhor do mundo Alexia Putellas

play
Andressa Alves lembra de dia a dia no Barcelona com a melhor do mundo Alexia Putellas (0:43)

Jogadora conversou com exclusividade com o ESPN.com.br (0:43)

Barcelona enfrenta o Sporting Huelva neste domingo (29), às 6h30 (de Brasília) na final da Copa da Rainha, com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+


Ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2015 e bicampeã da Copa América com o Brasil em 2014 e 2018, Andressa Alves foi a primeira brasileira a ser contratada pelo Barcelona em 2016.

E foi lá que conheceu e começou uma relação de amizade com Alexia Putellas, atual melhor jogadora do mundo e também vencedora da Bola de Ouro.

Em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br, Andressa, hoje meia-atacante da Roma, contou que foi muito bem recebida pelas catalãs, principalmente por Alexia, com quem aprendeu algumas palavras em espanhol e ensinou outras, algumas até mesmo ''proibidas'', em português.

''Ela era da resenha, ficava na mesa com a gente, mas quando era para treinar, era cabeça focada no treino. Ela é uma pessoa muito gentil e me tratou super bem quando eu cheguei. Eu não falava espanhol então ela tentou ajudar de todas as formas. A Jenni Hermoso também, ela é outra jogadora fora de série. Acho que as duas são os pilares do Barcelona'', lembrou a jogadora antes de completar:

‘’Eu brincava de fazer ela sambar, mas foi difícil porque nem eu sambo bem. Imagina ainda ter que ensinar os outros. E de resenha eu ensinei 'ousadia e alegria', 'vamos c***' e palavrões, porque elas me ensinavam em espanhol e eu ensinava em português'', disse a atleta rindo bastante.

Vice-campeã do Campeonato Italiano Feminino na atual temporada, Andressa destacou a evolução da camisa 11 do Barça, que joga no clube culé desde 2012 e já ganhou seis títulos da liga espanhola, seis Copas da Rainha e uma Champions League.

Agora, a capitã e maior líder da equipe terá a chance de faturar sua sétima Copa da Rainha contra o Sporting Huelva neste domingo (29), às 6h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.

''Da última temporada para essa a Alexia evoluiu absurdamente, por consequência do time também. Quando eu joguei com ela, ela já era muito determinada, muito focada nos treinos e excelente jogadora. Ela é uma ótima pessoa e líder de grupo. Para mim hoje ela é a melhor jogadora indiscutível. O Barça simplesmente perdeu a final da Champions, mas ela destruiu e foi eleita a melhor jogadora. Acredito que se ela mantiver esse nível, vai continuar sendo a melhor por mais dois ou três anos pelo menos'', afirmou a meia-atacante.

play
0:28

Andressa Alves destaca evolução de ex-companheira de Barcelona Alexia Putellas: 'Vai continuar sendo a melhor por anos'

Jogadora conversou com exclusividade com o ESPN.com.br

No Brasil, a realidade do futebol feminino ainda está bem distante da Europa... Mas para Andressa, outra craque brasileira, que atualmente joga no Corinthians, tem características bem parecidas com as da espanhola.

‘’Parecida um pouco eu acho que a (Gabi) Zanotti. Ela dá cadência no jogo, sabe a hora de acelerar e de segurar, entra bem dentro da área e faz bastante gol. Acho que a Zanotti é parecida'', disse.

Antes de deixar seu país para atuar na Europa, Andressa acumulou passagens por Juventus (SP), Centro Olímpico, Ferroviária e São José, clube onde foi campeã e artilheira da Libertadores Feminina em 2014. Depois, passou pelo Boston Breakers, dos Estados Unidos, por um curto período até acertar com o Montpellier, da França.

Depois de se destacar no futebol francês, recebeu proposta do Barcelona, em 2016. Apesar da expectativa de jogar em um gigante espanhol, o cenário para as mulheres no Camp Nou era bem diferente dos homens. Entretanto, para Andressa, se hoje se a equipe feminina catalã é uma das mais avassaladoras do mundo, a ponto de colocar mais de 91 mil pessoas no estádio, algo até então inimiginável há anos atrás, foi porque houve investimento.

play
0:47

Andressa Alves lembra início no Barcelona e comemora evolução: 'A gente treinava em campo sintético'

Jogadora conversou com exclusividade com o ESPN.com.br

''Quando eu cheguei no Barça, o clube nem era profissional, nem dava importância para o futebol feminino. A gente treinava no sintético e nem tinha campo natural para jogar. O Centro Esportivo Joan Gamper tem 80 mil campos lá dentro e a gente jogava no sintético. Com o passar dos anos, o clube foi investindo e querendo'', afirmou a atleta antes de completar:

''Depois da final que perdemos para o Lyon, eles investiram três vezes mais. Tanto que no ano seguinte, foram campeões da Champions e agora na final de novo. Elas merecem esse reconhecimento. Na final, a praça da Catalunha estava lotada. Eu fico até arrepiada. Para a Espanha, para o futebol mundial e para o futebol feminino foi muito incrível'', concluiu a brasileira.