<
>

Auxiliar do Corinthians dá razão a vaias da torcida e dispara aviso que Vítor Pereira fará sobre Róger Guedes

play
Auxiliar do Corinthians defende o 'rodízio' e 'culpa' calendário: 'É impossível jogar com os mesmos jogadores' (1:14)

Filipe Almeida, braço direito do Vitor Pereira, comandou a equipe alvinegra no empate com o Always Ready na Libertadores (1:14)

Corinthians: Filipe Almeida concedeu coletiva no lugar de Vítor Pereira, que estava suspenso, após empate com o Always Ready


Após o empate por 1 a 1 com os reservas do Always Ready, nesta quinta-feira (26), pela Conmebol Libertadores, o auxiliar-técnico do Corinthians, Filipe Almeida, deu razão aos torcedores que vaiaram o Timão ao apito final da partida, na Neo Química Arena.

"Temos que compreender (as vaias). Estamos desiludidos com o resultado. Não era o resultado que queríamos. Temos que compreender os torcedores, que também queriam ganhar. Portanto, compreendemos a manifestação dos torcedores", afirmou.

"Estamos tristes, porque não conseguimos o que queríamos. É essa cultura que queremos impor a eles, a de ganhar sempre. Infelizmente, hoje não conseguimos e entendemos", seguiu.

"Temos que entendê-los, pois eles apoiam durante 90 minutos e, logicamente, ficaram frustrados e tristes pelo resultado, como nós ficamos. Temos que entender e, como resposta, dar nosso máximo no domingo. Vamos lutar para deixá-los satisfeitos e sair com os três pontos", salientou.

Questionado sobre Róger Guedes, que esteve envolvido em falas polêmicas do técnico Vítor Pereira no último final de semana, após o empate por 1 a 1 com o São Paulo, Filipe Almeida ressaltou que o treinador do Timão ainda fará esclarecimentos nesta sexta-feira (27) sobre o atleta e sobre sua entrevista.

O auxiliar também explicou por que o camisa 9 começou no banco de reservas contra os bolivianos.

"O Róger, depois do que o Vítor falou... O Vítor também terá a oportunidade de esclarecer melhor a situação, mas o Róger treinou bem. Portanto, ficou disponível para nos ajudar. Entendemos que a equipe que deveria iniciar era outra, com outros jogadores. E ele, depois, no decorrer do jogo, entendemos que era o momento dele entrar", argumentou.

"Ele entrou e tentou ajudar. Correspondeu àquilo que pretendíamos. De resto, o entendimento entre nós e saudável, e é isso que pretendemos. Mais esclarecimentos relativos a ele serão falados amanhã pelo Vítor", finalizou.

Com os resultados da rodada, o Boca Juniors, que começou a noite fora da zona de classificação, terminou na 1ª colocação do grupo E, com 10 pontos.

Já o Corinthians avançou em 2º lugar, com 9 pontos, enquanto o Deportivo Cali acabou em 3º, com 8, e vai à Copa Sul-Americana.

O Always Ready ficou na lanterna, com 5.