<
>

Contas a acertar, vice na Premier League e mais: Por que Salah e o Liverpool têm 'componente extra' em final da Champions contra Real

play
'Dói até hoje': o que Salah sentiu após levar golpe violento de Sergio Ramos em Real Madrid x Liverpool de 2018 (1:13)

Quebrado pelo zagueiro espanhol há 4 anos, Mohamed Salah volta mais forte para a final da Champions League, novamente contra o Real Madrid: 'Temos contas a acertar', avisou o astro dos Reds nas redes sociais. (1:13)

Quatro anos depois de final que teve lesão de Salah e coroação de Bale, Liverpool e Real Madrid se reencontram na decisão da Champions League


Liverpool e Real Madrid se reencontrarão na final da Champions League neste sábado (28). Quatro anos depois da decisão em Kiev, os dois times estarão novamente disputando a ‘orelhuda’, desta vez no Stade de France, em Paris.

E, após os fatos que ocorreram naquela decisão, o clima para a partida deste ano se tornou ainda mais acirrado. E o nome mais ansioso para a partida talvez seja Mohamed Salah.

Desde o momento em que se classificou para a decisão, após vencer o Villarreal na semifinal, o camisa 11 deixou claro sua preferência por enfrentar os merengues na partida do dia 28 de maio.

"Quero jogar contra o Real Madrid. O Manchester City é um time muito difícil, jogamos contra eles várias vezes nesta temporada, mas se você me perguntar, pessoalmente gostaria de jogar contra o Real Madrid porque perdemos a final contra eles (em 2018)", disse o atacante egípcio, em declarações ao BT Sport.

Diferentemente de seus companheiros, que celebraram a classificação nas redes sociais pouco depois da partida, o egípcio esperou até a confirmação da classificação merengue para publicar as fotos com a seguinte legenda: “Nós temos contas a acertar”

O egípcio voltou a usar seu perfil no Instagram para mostrar sua ansiedade com a decisão no último domingo (22). Após o vice na Premier League, Salah publicou foto com os prêmios recebidos pelos números na temporada na Inglaterra e escreveu: “Não acabamos ainda”.

Em coletiva ao lado do capitão Jordan Henderson, ele voltou a falar sobre sua enorme motivação, lembrando também da frustração pela perda do Inglês. “Estou motivado até o teto. Especialmente pelo o que aconteceu da última vez, o que aconteceu no domingo (perda do título do Campeonato Inglês). Todos estão motivados para ganhar a Champions League”.

Lembro quando fui substituído (na final), foi o pior momento da minha carreira. Fiquei muito chateado naquela época. Vinha de uma temporada muito boa, e chegar na final e sair com meia hora... Fiquei sabendo do resultado no hospital”, relembrou.

“Nunca tive uma sensação como aquela no futebol. Era a primeira final de Champions para muitos de nós. Conversamos depois e dissemos que brigaríamos de novo. Conseguimos na temporada seguinte. Foi um tipo de revanche, lidamos da melhor maneira possível”, completou.

Mas Salah não é o único jogador do Liverpool que esteve presente na final de 2018 que se sente mais motivado. Após o título da FA Cup contra o Chelsea, na saída do estádio, o lateral-esquerdo Andrew Robertson também falou sobre o ‘clima de revanche’.

“É claro que aquela final contra o Real Madrid não terminou da maneira que gostaríamos. Eles nos eliminaram na temporada passada também. Desde que eu estou aqui, não conseguimos ganhar nenhum jogo contra o Real Madrid, nos eliminaram e também venceram uma final, então é claro que seria legal vencer esse jogo e conseguir superá-los, já que ainda não conseguimos”, avaliou.

“Mas você sempre quer vencer qualquer final de Champions, então não importa contra quem é o jogo, você quer vencer e conquistar o troféu. É assim que eu penso, mas também é assim que o Real Madrid pensa”, acrescentou.

Mas não são todos os titulares do Liverpool que possuem a motivação de revanche. Em entrevista ao site ge, o goleiro Alisson, contratado após a final, disse que não se sente da mesma forma.

“Cada um age da maneira que prefere. Eu já sou um cara mais tranquilo. E, além disso, não estava naquela final. Jogar contra o Real Madrid já é algo especial demais, ainda mais em um jogo de final de Champions League”, afirmou.

E, além disso, as falas de Salah sobre a revanche ainda motivaram o outro lado. O volante Casemiro, um dos líderes do Real Madrid, em entrevista à TNT Sports, falou sobre as aspas do egípcio.

"Acho que cada um escolhe o que quiser. Está claro que ele, infelizmente, ele se lesionou na final, pode ser que ele esteja com esta gana de querer a revanche, mas cada jogo é uma história. Independentemente se fosse o Liverpool ou o Villarreal. O Liverpool teve os seus méritos por chegar à final, foi vencedor, então é uma final, temos que respeitar, saber que o jogo será muito difícil", apontou.