<
>

Herói da Roma no título ia para o treino de carona com a mãe e era zoado por companheiros: 'Você já é grande'

Autor do gol da conquista da Roma, Nicolo Zaniolo teve passado de zoações de companheiros de equipe


Um dos jogadores mais promissores da atual geração da Itália, o meia Nicolò Zaniolo se tornou o grande herói da Roma no título da Conference League nesta quarta-feira (25) ao marcar o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Feyenoord. Desde que começou a brilhar com a camisa do time da capital italiana, o jovem despertou interesse de gigantes.

Em 2019, segundo o jornal italiano Corriere dello Sport, o Real Madrid esteve pensando em gastar 60 milhões de euros para levar o jogador de, então, 19 anos. Ele também estaria na mira da Juventus e do Paris Saint-Germain, segundo a mídia italiana.

Uma valorização estrondosa para o jovem que custou apenas 4,5 milhões de euros ao time da capital italiana na temporada anterior.

Com a astúcia do mago dos negócios, o ex-diretor Monchi, o clube giallorossi trouxe o jovem como contrapeso na negociação que mandou o meia belga Radja Nainggolan para a Inter de Milão por 38 milhões de euros.

Filho do ex-atacante Igor Zaniolo, que fez boa parte da carreira na Série B e C da Itália, o garoto começou na base do Genoa antes de ir para a Fiorentina, na qual foi dispensado. Depois, passou pelo Virtus Entella, no qual jogou no profissional, até chegar ao time B da Inter de Milão, em 2017.

No time nerazzurri, porém, não teve chances na equipe principal e acabou vendido.

Após começar como reserva na Roma, ele passou a ter mais chances com o técnico Eusebio Di Francesco, sendo utilizado pela primeira vez - já como titular - contra o Real Madrid, pela Champions League.

O principal momento dele foi no primeiro duelo válido pelas oitavas da mesmo competição, quando marcou dois gols na vitória sobre o Porto por 2 a 1.

Suas ótimas atuações o fizeram ser comparado ao maior ídolo da história da Roma, o meia Francesco Totti.

"Acho que estão a ir muito longe com as comparações com Francesco Totti. É uma honra ser mencionado, mas ainda não alcancei nada. Seria um sonho para mim fazer o mesmo que ele. Nesta altura estou apenas focado nos treinos e em jogar futebol", afirmou Zaniolo, ao site da Roma.

Apesar das comparações com antigo camisa 10 romanista, seu ídolo é brasileiro.

"Meu ídolo sempre foi Kaká, eu era apaixonado por seu estilo de jogo, era bom ver quando ele tocava a bola", disse o meia.

Avesso aos videogames, Zaniolo morava com sua mãe até seus primeiros passos na Roma, com ela o levando e o buscando diariamente aos treinos e jogos. O fato, inclusive, se tornou piada com os companheiros.

"Ele é guri bem de boa e tranquilo. Ele é sono, desligado, mas dentro de campo é totalmente diferente. É um meio campo que pode jogar de atacante e pelos lados. Ele tem um poder de marcação muito forte e uma força incrível. Quando pressiona o zagueiro é um dos melhores. Tem um chute muito forte", disse Juan Jesus à ESPN em 2019.

"Ele não tinha carteira e a mãe dele levava ele para treinar e a gente zoa ele justamente por isso: ‘Você é grande e fica nessas de trazer sua mãe? Vem de taxi ou de carona’ (risos)”, completou.