<
>

Por que Felipão é trunfo para Athletico-PR ir às oitavas da Libertadores em 'revolução' que encantou zagueiro do Furacão: 'A gente finalmente está se dando bem'

Técnico do Athletico-PR, Felipão tem um ótimo retrospecto na primeira fase da Conmebol Libertadores


O Athletico-PR conta com a 'mística' de Luiz Felipe Scolari na Conmebol Libertadores para avançar às oitavas de final. O treinador, que está na oitava participação no torneio continental, nunca foi eliminado na fase de grupos. Para manter esse retrospecto sem depender de outros resultados, o Furacão precisa vencer o Caracas na Arena da Baixada, nesta quinta-feira (26), às 19h (de Brasília), com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.

Campeão com Grêmio (1995) e Palmeiras (1999), Felipão assumiu o comando do Athletico neste mês após Fábio Carille, que ficou no cargo apenas 21 dias, ser demitido depois da goleada fora de casa por 5 a 0 para o Strongest pela Libertadores.

Desde então, o treinador gaúcho tem três vitórias e apenas uma derrota. E renovou o ânimo dentro da Arena da Baixada. Algo que foi confirmado por um dos principais atletas do time, o zagueiro Pedro Henrique.

"Ele é um cara espetacular, não é à toa que ganhou tudo que ganhou. Ele tirou um pouco da pressão nossa de que tem que ganhar, que se montou um elenco tem que ganhar para ontem. Ele botou aquilo que entende que é o melhor para o grupo, tem mexido muito taticamente e nos orientado. Para nós não deu muito tempo porque começamos com o (Alberto) Valentim, depois Carille e não tivemos essa transição para entender os trabalhos. Estamos começando a entender o trabalho do Felipão e o que ele quer. A gente finalmente está se dando bem", disse o zagueiro Pedro Henrique, ao repórter Eduardo Affonso, dos canais Disney.

"Melhor ainda é que estamos nos conhecendo porque muitos jogadores novos não estavam aqui. Felipão nos deixa à vontade para falar o que pensa e nos comunicar. Ele nos agrega muito. O que ele ganhou e representa tanto para o futebol nacional, quanto mundial. Ele quer ganhar títulos aqui e veio com essa mentalidade. Estamos comprando a ideia dele para coroar no final do ano com titulo", afirmou o defensor.

Conhecido por ser ao mesmo tempo um paizão e fazer duras cobranças aos atletas, Scolari conquistou o elenco do Furacão.

"No futebol não dá para ser muito moroso. Ele tem o momento de dar dura porque precisamos fazer o que ele pede nos treinos. Ele está nesse meio termo. É espetacular trabalhar com professor Felipão e espero terminar com título".

Além de Felipão, o Athletico-PR espera usar o retrospecto na Arena da Baixada para não passar sustos. O time venceu os dois duelos anteriores pela competição sul-americana.

"A torcida tem sido o nosso 12º jogador. Eu mesmo quando jogava contra sabia da pressão e da atmosfera diferente, o barulho e os cânticos. Esperamos um estádio cheio e um caldeirão nos incentivando do primeiro ao último minuto. Assim que tem sido a nossa fortaleza nos últimos jogos e temos sido felizes", disse o zagueiro.

Todos os times do grupo B estão vivos. A diferença do primeiro para o quarto colocado é de apenas um ponto. O Athletico-PR é o vice-líder com sete, empatado com o líder Libertad, mas atrás pelos critérios de desempate. O The Strongest é o terceiro com seis, mesma pontuação do lanterna Caracas.

"Não tem mais time fraco, quando entra nas quatro linhas é um jogo difícil e estudado. Muitas críticas vieram quando empatamos contra o Caracas fora de casa, mas eles não perderam. Foi um ponto importante que nos dá a segunda posição. Todos os jogos são finais. É o jogo mais importante do ano. Temos que dar o melhor e estamos numa crescente. É continuar nessa pegada", afirmou.

Participações de Felipão na Libertadores:

1995 - Grêmio - Campeão

1996 - Grêmio - perdeu na semifinal

1999 - Palmeiras - Campeão

2000 - Palmeiras - Vice

2001 - Cruzeiro - caiu nas quartas

2018 - Palmeiras - perdeu na semifinal

2021 - Palmeiras - caiu nas quartas