<
>

Boca Juniors é multado em mais de R$ 140 mil após caso de racismo em partida contra o Corinthians

Leonardo Ponzo, torcedor do Boca Juniors, foi detido na Neo Química Arena, após imitar um macaco em direção aos torcedores do Corinthians


A Conmebol puniu o Boca Juniors em 30 mil dólares (cerca de R$ 143 mil na cotação atual) por ato racista cometido por um torcedor do clube na partida contra o Corinthians, pela Libertadores. O fato aconteceu há quase um mês, na Neo Química Arena, quando o Timão venceu por 2 a 0, com dois gols de Maycon.

O Boca foi punido por violar os artigos 9 (Responsabilidade Objetiva) e 17 (Discriminação) do Código Disciplinar da entidade. Na ocasião, um torcedor chamado Leonardo Ponzo foi detido pela Polícia Militar ainda dentro da arena corintiana por ter imitado um macaco a torcedores. O consulado argentino pagou a fiança de R$ 3 mil e ele foi liberado.

No entanto, vale ressaltar que, há três semanas, o Corinthians foi multado pela entidade por infringir o artigo 5.9.1., que diz respeito à utilização de patrocinadores no banco de reservas e em objetos de jogo, como caixas de água. O valor foi de 50 mil dólares (R$ 240 mil).

Outros clubes brasileiros sofreram injúria racial, casos de Fortaleza, em duelo contra o River Plate; Flamengo, contra a Universidad Católica; Palmeiras, contra o Emelec, e RB Bragantino, contra o Estudiantes.

Diante disso, a Conmebol oficializou punições mais severas em casos de racismo e injúria racial. A entidade anunciou, no início da maio, a modificação do artigo 17 do Código Disciplinar, endurecendo as punições dadas aos clubes denunciados.

Agora, a multa mínima aplicada aos times passa de U$ 30 mil (R$ 150 mil) para U$ 100 mil (R$ 500 mil). Além disso, os times poderão ser punidos jogando sem torcida ou parte dela em duelos em casa.

Outro episódio envolveu os dois clubes na última semana, desta vez na Bombonera, em Buenos Aires, quando torcedores foram vistos imitando um macaco a torcedores alvinegros. O Corinthians se reuniu com a Federação Paulista de Futebol e enviou um ofício à Conmebol, pedindo punição ao clube por isso e também por conta de problemas com o ingresso de torcedores ao estádio.

Pela Libertadores, o Timão é o segundo colocado do grupo E, já que o Deportivo Cali venceu o Always Ready na última quinta-feira. O último duelo do clube, aliás, será contra os bolivianos, na próxima quinta, na Arena, às 21h (de Brasília). O duelo terá transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.