<
>

Corinthians apoia Robson após arquivamento de inquérito: “Seguimos juntos e fortes”

Pouco depois de o zagueiro Robson Bambu se pronunciar nas redes sociais, o Corinthians reforçou as palavras de seu jogador sobre o arquivamento do caso onde ele foi acusado de estupro de vulnerável. A decisão, que saiu na última quarta-feira, é definitiva.

“É isso Robson, o Corinthians jamais assumirá a função que cabe apenas a juízes. Nosso papel será sempre o de: 1. respeitar a denúncia; 2. apoiar a colaboração do atleta com as investigações; 3. acompanhar o caso e confiar na decisão soberana da Justiça. A juíza aceitou o arquivamento. Então seguimos juntos e fortes no nosso trabalho”, escreveu o Timão respondendo à postagem do defensor.

Mais cedo, Robson agradeceu “a quem esperou o desfecho do inquérito e acreditou na Justiça, sem julgamentos precipitados”.

O caso foi arquivado nesta quarta-feira pela juíza Paloma Moreira de Assis Carvalho, do Tribunal de Justiça de São Paulo.

O pedido foi feito pelo Ministério Público, que, na figura do promotor Márcio Takeshi Nakata, afirmou não haver “indícios suficientes nem justa causa para a deflagração de ação penal contra os investigados”. No momento da acusação, em fevereiro, Robson Bambu havia recém chegado ao Corinthians.

O caso foi arquivado nesta quarta-feira pela juíza Paloma Moreira de Assis Carvalho, do Tribunal de Justiça de São Paulo.

O pedido foi feito pelo Ministério Público, que, na figura do promotor Márcio Takeshi Nakata, afirmou não haver “indícios suficientes nem justa causa para a deflagração de ação penal contra os investigados”. No momento da acusação, em fevereiro, Robson Bambu havia recém chegado ao Corinthians.