<
>

Corinthians condena tratamento dado à torcida na Bombonera, repudia racismo e promete reclamação à Conmebol

Em nota oficial, clube manifestou repúdio às manifestações racistas no estádio antes de jogo contra o Boca


Nesta terça-feira (17), Boca Juniors e Corinthians não saíram de um empate por 1 a 1, em compromisso pela penúltima rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores. Em La Bombonera, pelo grupo E, o Timão até abriu o placar, mas levou o empate graças a um gol do aniversariante do dia Darío Benedetto, que deixou tudo igual ainda no fim do primeiro tempo.

Fora de campo, porém, um incidente triste atrapalhou a torcida corinthiana. Segundo relatado pelo clube, torcedores ficaram retidos do lado de fora e tiveram entrada atrasada ao estádio por conta de casos de racismo.

O clube divulgou nota oficial em seus canais oficiais de comunicação repudiando os atos e afirmando que irá até a Conmebol para apuração das responsabilidades e punições.

Leia a nota oficial na íntegra:

O Sport Club Corinthians Paulista considera inaceitáveis as manifestações de racismo da torcida do Boca Juniors, bem como o tratamento dado à sua torcida na chegada do estádio La Bombonera, o que retardou a ocupação dos lugares reservados a ela ao longo de toda a primeira etapa.

Muitos corinthianos, com ingresso, só conseguiram acompanhar a partida de dentro do estádio no segundo tempo por atraso na escolta ou revista nos portões.

O clube vai protocolar reclamação formal à CONMEBOL para apuração de responsabilidades e punições, além de requerer ações preventivas nos próximos jogos.

Atenciosamente, Sport Club Corinthians Paulista.