<
>

Do luto por Carille a cobrança firme de Felipão: Cirino abre o jogo sobre o Athletico-PR e diz o que mudou com novo técnico

play
Cirino fala sobre 'clima de velório' no Athletico-PR após demissão de Carille (0:43)

Jogador concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (0:43)

Athletico-PR recebe o Libertad (PAR) nesta quarta-feira, às 19h, em jogo decisivo pela Libertadores


O Athletico-PR entra em campo nesta quarta-feira (18) para receber o Libertad (PAR), às 19h, na Arena da Baixada, em um duelo decisivo que pode valer a vida do rubro-negro paranaense na Conmebol Libertadores.

A partida marca a estreia de Felipão no comando da equipe no torneio continental.

Lanterna do grupo B com apenas 4 pontos em 4 jogos, o time paranaense precisa de uma vitória para seguir sonhando com uma vaga nas oitavas de final, principalmente depois da dura derrota para o The Strongest por 5 a 0, que culminou na demissão surpresa de Fábio Carille depois de apenas 21 dias no clube.

Em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br, o atacante Marcelo Cirino abriu o jogo e contou detalhes sobre o ''clima de velório'' que ficou no vestiário após a queda do treinador.

‘’Toda demissão é chata e triste. E da maneira que foi, depois da gente ter tomado 5 gols... Ficou um clima de velório mesmo, porque era um cara que estava trabalhando, nos ajudando. Apesar do momento conturbado, é um excelente treinador. Ele ainda estava colocando o seu plano de jogo, foi muito curta a passagem dele. A gente sabe que no futebol acontece isso quando o clima não é bom. Agora é virar a chave e seguir. A gente torce para que ele siga a sua carreira e tenha seus objetivos alcançados'', disse o jogador.

Felipão foi anunciado pelo Athletico no dia 4 de maio e já chegou ''cobrando''. Logo em seu primeiro jogo, goleou o Tocantinópolis por 5 a 0 pela Copa do Brasil. Depois, derrota por 2 a 1 para o Fluminense no último sábado (14) pelo Brasileirão.

''No primeiro dia ele já chegou falando que ele cobra bastante com o jeitão gaúcho dele, mas ele cobra porque sabe que temos capacidade e potencial para estarmos em uma situação melhor. É uma cobrança sadia, não é arrogante nem nada, está bem tranquilo'', disse Cirino.

play
1:12

Cirino diz o que mudou após a chegada de Felipão no Athletico-PR: 'Cobra bastante'

Jogador concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br

No entanto, segundo o atacante ainda é cedo para apontar diferenças entre dois técnicos, principalmente por causa do calendário apertado de partidas

‘’O Carille estava tentando implantar um estilo de jogo com três zagueiros e o professor Luiz já joga com uma linha de quatro. Foi pouco tempo com o Carille, nós não estávamos tendo tempo de treinador porque era jogo atrás de jogo, além das viagens, então estava complicado. Com o professor Luiz também é jogo em cima de jogo. A gente jogou final de semana e agora joga quarta de novo. Então nós temos pouco tempo, não temos todo o grupo completo. Cada um tem a sua maneira de trabalhar, mas acredito que ainda está cedo para apontar diferenças entre os dois'', concluiu.

Cirino retornou ao Athletico-PR em março para a sua terceira passagem pelo clube, após rescindir contrato com o Bahia por motivos pessoais. Com a camisa rubro-negra, ele conquistou a Copa Sul-Americana (2018), J.League/Conmebol (2019) e Copa do Brasil (2019).