<
>

Lugano lembra de expulsão de Rodinei em Flamengo x Inter e volta a criticar arbitragem: 'Quem tem que ganhar ou perder são os jogadores'

Após polêmicas em jogo do São Paulo, Lugano voltou a criticar a arbitragem do futebol brasileiro


Lugano foi um dos críticos das decisões da arbitragem na vitória do São Paulo contra o Cuiabá. Durante o ESPN FC desta segunda-feira (16), o comentarista voltou a contestar as decisões da partida.

“Até acho que o erro de arbitragem não beneficia o São Paulo, porque sábado (21) tem jogo no estádio do Corinthians, sempre tão complicado. E, por tanto que se falou, pode rolar um crédito contra o São Paulo”, disse.

“Eu sempre tento ser muito coerente com minha forma de pensar. Eu não gosto de juízes que são protagonistas, que entram ao jogo para definir. Quem tem que ganhar, perder ou empatar são os jogadores, treinadores e a diretoria contratando jogadores”, completou.

O ex-zagueiro ainda foi além, lembrando da expulsão de Rodinei com a camisa do Flamengo contra o Internacional em 2021, na penúltima rodada do Brasileirão de 2020, para falar sobre o poder de decisão que a arbitragem pode ter.

“Eu não gosto de que o principal responsável por uma vitória, uma derrota sejam o árbitro ou a corporação de arbitragem por trás. Eu levo o futebol muito a sério, porque se mexe com a paixão de milhões, com o trabalho das pessoas que trabalham para cada clube. Eu tenho propriedade para falar sobre esse lance (pênalti do São Paulo), porque é meu time. Assim como esse lance tem mais 15 durante o jogo. Cada arremesso na área tem um contato”, afirmou.

“A jogada do vermelho, desde que eu assisto o futebol, dois corpos não ocupam o mesmo espaço. Infelizmente, a lei da gravidade não permite. Tem um lance em Inter e Flamengo (2020), do Rodinei, que é imperdoável um time perder um campeonato. Porque, desse jeito, todo contato vai ser pênalti, todo pisão é vermelho. O poder de decisão da corporação (de arbitragem) aumenta e dos jogadores diminui”, finalizou.