<
>

São Paulo de Ceni enfileira vitórias no Morumbi e busca marca que só conseguiu uma vez no século

Tricolor ostenta aproveitamento de 84,4% de aproveitamento como mandante na atual temporada, com 12 vitórias, 2 empates e apenas 1 derrota na somatória de todas as competições


A vitória sobre o Cuiabá, com polêmica pela marcação de um pênalti inexistente, oferece ao São Paulo uma marca que poucas vezes foi atingida pelo clube no atual século: vencer 10 jogos consecutivos como mandante em uma mesma temporada.

Jogando no Morumbi ou na Arena Barueri, o Tricolor derrotou em sequência: Manaus (2 a 0), Botafogo-SP (2 a 1), São Bernardo (4 a 1), Corinthians (2 a 1), Palmeiras (3 a 1), Athletico-PR (4 a 0), Everton-CHI (2 a 0), Santos (2 a 1), Juventude (2 a 0) e Cuiabá (2 a 1).

Tal invencibilidade iguala as de 2005 e 2006, quando o São Paulo também venceu dez partidas seguidas em casa. No primeiro ano, por sinal, a série garantiu o título paulista, ainda sob comando de Emerson Leão, e deu início à campanha vitoriosa na Conmebol Libertadores, que o clube também conquistaria. Muricy Ramalho era o treinador no ano seguinte.

Acima dessas campanhas, apenas as 12 vitórias consecutivas em 2015, iniciada também sob comando de Muricy e compartilhada com Milton Cruz e Juan Carlos Osorio. Na época, o Tricolor bateu São Bento (1 x 0), San Lorenzo (1 x 0), Marília (3 x 0), Linense (3 x 0), Portuguesa (3 x 0), Red Bull Brasil (3 x 0), Corinthians (2 x 0), Cruzeiro (1 x 0), Flamengo (2 x 1), Joinville (3 x 0), Santos (3 x 2) e Grêmio (2 x 0).

O time de Rogério Ceni tem a chance de se isolar nesse ranking do século em breve, pois fará três dos próximos quatro jogos no Morumbi. O primeiro já é nesta quinta-feira (19), às 21h30 (de Brasília), contra o Jorge Wilstermann, pela quinta rodada da Copa Sul-Americana. Pode ser, inclusive, a partida que garantirá a classificação são-paulina às oitavas de final.

Depois do Wilstermann, o São Paulo encara o Corinthians, domingo (22), na Neo Química Arena, e volta ao Morumbi para enfrentar Ayacucho, dia 25, e Ceará, dia 28.